O que andei ouvindo – 10 a 16/02/2015

18 de fevereiro de 2015 0 Por João Pedro Ramos

Manic Street Preachers – Ouvi uma coletânea da banda que eu nem sabia que existia. Aliás, uma coletânea dupla, chamada “National Treasures”, que contém músicas de todas as fases da banda, apesar de não ter todos os singles lançados. O disco foi premiado pela NME como o melhor relançamento de 2011.

Thelonius Monster – Essa sempre aparecia nas sugestões pra ouvir, já que sempre tô ouvindo os primeiros discos do Red Hot Chili Peppers. Aliás, John Frusciante foi membro desta banda por apenas três horas, pois foi chamado pra substituir Hillel Slovak nos Peppers na sequência e largou tudo. Vale a pena ouvir o som do Thelonius, bem na linha do que o RHCP fazia lá nos primórdios.

Kula Shaker – Voltei a 1996 e fui ouvir o “K”, disco de estreia do Kula Shaker. O disco mostra tudo que a banda tinha a oferecer: rock psicodélico, com influência da Índia tanto na música quanto nas letras, vide “Govida” e “Sleeping Jiva”. Se você nunca ouviu esse disco, agora é a hora.