Construindo Varal Estrela: conheça as 20 músicas que mais influenciaram seu som

Construindo Varal Estrela: conheça as 20 músicas que mais influenciaram seu som

26 de setembro de 2018 0 Por João Pedro Ramos

Quando uma banda se forma, as influências de cada um dos integrantes são inúmeras e variadíssimas. Essa mistura de músicas, artistas, discos e sons entra em um imenso caldeirão musical e traz algo totalmente novo e cheio de identidade. É nessa construção de identidade que a coluna Construindo vai focar: aqui, traremos 20 músicas que foram essenciais para que uma banda ou artista criasse seu som, falando um pouquinho sobre elas. Hoje temos a banda Varal Estrela contando quais músicas influenciam sua obra. A banda de Itapeva acaba de lançar o clipe para a música “Casarão”, seu mais recente single:

Não deixe de seguir o perfil do Crush em Hi-Fi no Spotify e ouvir a playlist desta semana, disponível no final do post!

Thaís Rolim (vocal)

The Beatles“Happiness Is A Warm Gun”
Beatles foi a primeira banda que eu fui fascinada. Na verdade, acho que foi a banda que eu mais fui fã, de comprar livros, discos e tal. Esta música é uma das minhas preferidas.

Maria Bethânia“Imbelezô Eu/Vento de Lá”
Eu sou umbandista, e depois de conhecer a religião eu me apaixonei ainda mais pela música brasileira, pela nossa cultura popular, a riqueza que temos. Bethânia é praticamente uma entidade, uma deusa e alguém que me inspira muito enquanto artista. Essa música, a viola, a voz dela falam muito pro coração, uma coisa gostosa que eu adoro.

Dominguinhos“Lamento Sertanejo”
Eu sou completamente apaixonada por essa música e pelo Dominguinhos. Com certeza esta é uma das músicas que eu mais gosto de ouvir e cantar. É uma música não só pra ser ouvida, mas também sentida,

Clube da Esquina“Clube da Esquina n.2”
Teve uma época da minha vida em que eu ouvia o primeiro disco do Clube da Esquina todos os dias. Me inspirou muito musicalmente e é de um sentimento de nostalgia muito forte pra mim. Pega algum lugar do coração que eu não sei nem explicar (risos).

Novos Baianos“A Menina Dança”
Eu amo Novos Baianos e a Baby é super uma referência pra mim. Adoro as composições deles, a brincadeira que faz com as palavras e com os ritmos. Com certeza eles são uma grande influência musical pra mim. E esta música deles eu super me identifico, põe pra cima e é gostosa.

Thalles Macedo (baixo)

Red Hot Chili Peppers“Around The World”
Primeiro que Red Hot Chili Peppers é a minha banda preferida e o Flea é minha maior inspiração no contrabaixo. Meu primeiro contato com um instrumento musical foi tentando tocar ela num violão (a parte da guitarra pós introdução que prepara para entrar a voz). Quando comecei a tocar contrabaixo, virou uma meta de vida tocar essa música inteira. Quando eu consegui eu tava me achando DEMAIS (risos).

Michael Jackson“I Want You Back”
Quando comecei a tocar contrabaixo, meu primo e professor de música Camilo Macedo sempre me indicava “funk/soul music” para eu estudar, uma delas foi “I Want You Back” e deve ter sido meu primeiro contato com a escala maior tão evidente assim numa música! Um “groovão” daquele para estudar a escala? Super indico!

Stone Temple Pilots“Plush”
Mais uma das minhas bandas preferidas e representando a cena de Seattle que eu gosto muito! Você já reparou nessa linha de baixo do Robert DeLeo?

Os Paralamas do Sucesso“Caleidoscópio”
Uma das minhas bandas nacionais preferidas, três músicos fantásticos sempre em harmonia, e claro essa metaleira maravilhosa!

Los Hermanos “O Velho e o Moço”
Harmonia, melodia e letra dessa música me tocam de um jeito único. Los Hermanos é uma banda nacional que também sempre estará no meu playlist.

Lucas Silva (guitarra)

The Beatles“Dig a Pony”
A guitarra de George nessa música é o maior exemplo de como colorir uma canção, com frases, riffs, double-stops e ainda assim continuar “jogando para o time”. O solo é mais um dos pontos altos, soando melódico e também sofisticado, até mesmo para os dias de hoje. Muito do que eu penso, se tratando de “músico de conjunto” está nessa música.

Lô Borges“Paisagem na Janela”
Curto o Clube da Esquina e a mineirada toda, poderia citar várias que me influenciam, mas essa música é interessante pelo seu poder de transportar o ouvinte para certo local, certo tempo. A literatura talvez seja a área que mais tenha esse poder, na música isso pode ser representado por essa canção. As frases da guitarra de Nelson Angelo são demais, vocês podem ouvir um reflexo disso na nossa música de estreia “Maria”.

Arctic Monkeys“Four Out of Five”
Dos últimos lançamentos das bandas do “nosso tempo”, o disco mais recente dos Arctic Monkeys me chamou bastante atenção, principalmente pelo cuidado dos arranjos e produção. Nessa música em especial eles dobram algumas frases de guitarra com violões e isso me agrada muito, usamos essa ideia em “Maria” e “Casarão”.

Gilberto Gil “Drão” (Unplugged)
A composição de uma parte instrumental assume cores diferentes de acordo com o instrumento em que foi concebida. Gosto muito das introduções e detalhes que o Gil compõe no violão utilizando cordas soltas, isso dá uma característica peculiar à canção. Em “Drão”, o tema foi criado dessa forma. Nessa versão do unplugged o mesmo tema é dobrado com uma flauta transversal criando uma atmosfera que eu adoro.

The Who“Cut My Hair”
Uma das primeiras músicas que eu tentei tocar na guitarra, baixando tablaturas em tempo de internet discada. Com o tempo percebi a importância que Quadrophenia teve na minha perseverança em me tornar músico. Músicas como essa me ajudaram a não cair em uma armadilha que é muito comum aos ouvintes de hoje: Prestar atenção somente na melodia vocal. Desafio qualquer pessoa a ouvir “Cut My Hair” e não sacar tudo que está acontecendo ali, seja músico ou não.

Rodolfo Braga (guitarra)

Erasmo Carlos“Dois Animais na Selva Suja da Rua”
Eu adoro esse disco e essa música especialmente. “Carlos Erasmo” (1971) é o meu disco favorito do tremendão, onde além do rock, ele explora muito também o soul e MPB. Nesse disco, ele consegue soar pesado, melódico e dançante ao mesmo tempo. Vale ressaltar que, apesar de grande compositor, o Erasmo sempre grava músicas de outros artistas e essa é de autoria do Taiguara.

Os Paralamas do Sucesso “Romance Ideal”
Talvez Os Paralamas do Sucesso seja minha banda de rock nacional favorita. Herbert Vianna é quase a personificação do que eu gostaria de ser como músico. Eu sou apaixonado pela sua forma de compor e tocar guitarra.

Jimi Hendrix“May This Be Love”
Eu toco guitarra, essa música é do Jimi Hendrix! Escutem ela com fones de ouvido, por favor! É inexplicável (risos).

Rita Lee “Agora Só Falta Você”
Todo mundo que toca guitarra ou vai começar a tocar deveria ouvir o mestre Luiz Sérgio Carlini. Esse disco todo, o “Fruto Proibido” (1975) é uma simplesmente uma aula de guitarra no rock.

Clube da Esquina “Trem de Doido”
Talvez o Clube da Esquina seja o disco que atualmente mais nos inspire como banda. Eu sei que isso pode soar até um pouco prepotente demais, mas é a fonte aonde temos bebido ultimamente e essa música, de composição do Lô Borges é uma das minhas favoritas do disco.