Conheça músicas que usam samples do assassino Charles Manson

Conheça músicas que usam samples do assassino Charles Manson

21 de novembro de 2017 0 Por Chris Lopo

Ontem, 20 de novembro de 2017, morreu Charles Manson. Independente do que se pense sobre ele, a sua influência, principalmente na música, foi tão grande que no disco ao vivo “Rattle and Hum” do U2, Bono anuncia “esta música Charles Manson roubou dos Beatles, e nós estamos roubando-a de volta.”

O mais bizarro desta história é que Manson não se destacou por ter feito algo bom, alguma composição que tenha se tornado referência ou um simples poema. Após se tornar líder de um culto religioso, que ele pretendia usar para alcançar o poder supremo americano, uma desavença com o produtor de discos Terry Melcher resultou em uma das maiores tragédias do folclore americano no ano de 1969: o assassinato da atriz Sharon Tate, grávida de 8 meses e esposa do cineasta Roman Polanski, da socialite Abigail Folger e seu namorado Wojciech Frykowski, do cabeleireiro Jay Sebring, e do entregador Steven Parent.

O culto a Charles Manson foi crescendo. Começou na ligação com Beatles, onde ele usou a expressão “helter skelter”, algo como “caos desordenado”, para mandar seus seguidores cometerem os assassinatos, sendo que esta expressão dá nome a uma das músicas mais famosas do quarteto inglês. Também influenciou com a transformação da casa onde ocorreram os assassinatos num estúdio de gravação, pelo músico do Nine Inch Nails Trent Reznor, deu nome a uma das maiores bandas de rock americanas, Marilyn Manson, e foi sampleado por alguns artistas.

Dentre os samplers, o que mais se destaca é um pedaço de entrevista onde ele fala “I make the money, I roll the nickels”, que aparece na música “Beware”, do Death Grips.

Marilyn Manson usou um sample de “Mechanical Men” na música “My Monkey”.

E também, no final da década de 1980, os canadenses do Skinny Puppy samplearam a “Helter Skelter” de Manson e dos Beatles em “Worlock”. Abaixo você vê o vídeo de “Worlock” onde aparece não somente os samples, como também imagens de Manson e dos Beatles.