Breaking News: 8 clipes independentes lançados esta semana que você precisa assistir

Breaking News: 8 clipes independentes lançados esta semana que você precisa assistir

29 de setembro de 2016 0 Por João Pedro Ramos

Phantom Powers“Through The Evil Way”

O novo clipe do Phantom Powers conta com a atuação de Linda Pavore, Tio Vico e Ray-Z em um vídeo muito bem produzido da faixa “Through The Evil Way”.

Não Há Mais Volta“Falsas Promessas”

A animação toma conta do clipe de “Falsas Promessas”, dirigido por Fernando LambRenato Pocinho. A música critica a política e toda a bagunça que está acontecendo por aí.

Lazywall“Invincible”

A banda do Marrocos ganhou um lindo clipe em homenagem aos clássicos games dos anos 80. A direção do clipe é da própria banda.

Dance Gavin Dance“Young Robot”

Outra animação nos videoclipes da semana. Com belos desenhos, a faixa fará parte do novo disco do Dance Gavin Dance, “Mothership”, a ser lançado no dia 7 de outubro.

Maritime“Roaming Empire”

O novo disco do Maritime“Magnetic Bodies/Maps of Bones”, foi lançado pela Dangerbird Records e a faixa “Roaming Empire” ganhou um belo clipe nesta semana:

Lisbela“Luz”

O quinteto carioca Lisbela lançou esta semana seu primeiro clipe oficial: “Luz”, faixa do disco “Saudade Que Não Vai Embora”, de 2014, e mostra a banda contracenando com uma bailarina em cima de uma temática monocromática, com uma única luz.

Neiva“Death (or Why Won’t You Take Care Of Me If I’ve Just Asked You To)”

“Death (or Why Won’t You Take Care Of Me If I’ve Just Asked You To)” faz parte do EP “MEAT (this is
not what you think it is)”, de 2014. O clipe foi realizado pelo videomaker Capitão Ahab, assinatura do sergipano Vitor Daniel.

Bian“Move On”

O segundo videoclipe de Bian, “Move On”, faz parte do álbum de estreia da cantora, com
previsão de lançamento ainda este ano, pelo selo Gomus Music. O vídeo foi gravado em um estacionamento deserto do Rio. “Mais do que um clipe da causa gay, é uma história de amor,
com duas meninas vivendo a sua sexualidade de maneira empoderada”, explica Bian. “O lyric clipe não conta uma história, quis mostrar apenas duas meninas vivendo sua sexualidade de forma natural, mas também fiz questão de que não fosse algo hipersexualizado, pelo contrário, é lúdico, bonito. Uma história de amor. Nós, lésbicas, temos poucas visibilidade e representatividade, é importante fazer clipes que ajudem a mudar isso”, explica. “A letra fala sobre duas pessoas que se amam, mas que não sabem se vão ficar juntas”. O vídeo foi dirigido pela dupla Neno e Fábio Santos.