A cantora Yoyo Borobia lança em fevereiro seu primeiro disco autoral, financiado por crowdfunding

A cantora Yoyo Borobia lança em fevereiro seu primeiro disco autoral, financiado por crowdfunding

20 de janeiro de 2016 0 Por João Pedro Ramos

Yoyo Borobia é uma cantora com tantas influências que fica difícil definir o sem som. Influenciada pelo jazz, rock, salsa, soul e bossa nova, ela canta o que vier. Nascida na Venezuela, viveu metade da sua vida em Caracas, outra parte em Madri, Espanha, além de ter morado em Paris e agora, São Paulo.

Seu projeto autoral começou em 2014, participando de eventos em diversas cidades do Brasil (Recife, Caxias do Sul no Festival Brasileiro de Musica de Rua) e também fez em 2015 uma turnê na Europa, se apresentando na Espanha, Portugal, França e Bélgica. Logo depois, rolou o crowdfunding de seu primeiro disco com produção do DJ DeepLick, a ser lançado em fevereiro deste ano. A data do evento de lançamento já está marcada: dia 03 de março, no Armarzém Cultural, aqui em São Paulo.  Confira a entrevista com a artista:

– Como você começou sua carreira?
Comecei tocando cuatro, instrumento venezuelano, e cantando aos 7 anos na Venezuela. Posteriormente meus pais se trasladaram para Espanha comigo e teve alguns anos sem tocar o instrumento. Entre tanto, começando a faculdade comecei a cantar em diversas bandas e a intensidade de música e da vontade de viver de música cresceu até ganhar uma bolsa de estudos no Brasil, quando resolvi me dar essa oportunidade.

– Quais as suas principais influências musicais?
Inspiro e expiro música, escuto um pouco de tudo, isto me levou a participar de projetos diversos, desde jazz, até salsa passando pelo rock, pelo soul, pela bossa nova.

– Como você definiria seu som?
É a eterna questão sem resposta. Meu som é uma mistura das influências de todos os lugares nos quais morei, aonde eu viajei. Não sou muito fã de colocar etiquetas na coisas nem nas pessoas, então acho que não devo colocar na minha música.

– Me fale um pouco mais sobre o material que você já lançou.
Até agora tenho lançado dois clipes de musicas minhas e tenho produzido meu primeiro CD que está pronto para ser lançado digital (janeiro) e fisicamente (ao longo do ano em várias cidades, em março em São Paulo).

Yoyo Borobia

– Como é ser artista independente no Brasil? Quais são as maiores vantagens e desvantagens?
Acredito que vantagem é que você faz para você, por você, você que colhe, você que pega seus frutos. A desvantagem e… Exatamente a mesma, é uma luta consigo mesmo, de perseverança, tudo depende de você, vejo nisso um lado bom e ruim, tudo depende do ponto de vista.

– Você já passou por tantos países, sempre se apresentando. O que você vê de diferença entre cada um deles?
Me apresentando na verdade foi em São Paulo, Recife, Florianopolis e Caxias do Sul e serra gaúcha no Brasil, e depois na Europa esse ano em mais cidades. Não acredito na diferença dos países/cidades para diferenciar as apresentações, mas sim na diferença dos locais, já toquei em bares mega alternativos em Madri, ou mega chics em Sampa, ou incríveis arquiteturas em Porto, Portugal, tudo depende saindo você consegue vender um espetáculo, no final das contas, são experiências diferentes e todas elas ricas de alguma maneira.

– A internet é um aliado ou vilão na vida dos artistas independentes no Brasil?
Internet é um grande aliado na minha vida, divulgação, comunicação, contatos, e sempre útil para crescer, e te brinda a possibilidade de chegar a milhões de ouvidos sem precisar de uma outra distribuição, isso há algumas décadas era impossível. Também violão, mas isso na minha vida pessoal que sempre acho que me invade muito e não me deixa viver o mundo real, até escrevi uma música ao respeito.

– Você está trabalhando em algum lançamento?
Sim, para esse ano, meu primeiro CD autoral que foi financiado por um crowdfunding feito no primeiro semestre do ano e tem sido um projeto intenso e um sonho feito realidade dos últimos meses…. Fazia só um ano que resolvi que queria gravar um CD, acredito que foi rápido pela eficácia e a determinação em fazer o projeto tomar vida.

Yoyo Borobia

– Quais os seus planos para 2016?
Por em quanto, o lançamento do disco. Atualmente Uruguai e Argentina, posteriormente de volta no Brasil, São Paulo e Recife com certeza e ainda confirmando outras cidades. Posteriormente, começando a primavera da Europa irei para apresentá-lo lá ! Estão aparecendo alguns convites que vão deixar a muitos boquiabertos, mas, ainda não posso divulgar nada, logo logo saberão mais.

– Recomende bandas e artistas (especialmente se forem independentes) que chamaram sua atenção ultimamente.
Justamente estou ouvindo agora o trabalho do Gavilan, artista de Montevidéu, gostei pra caramba!