5 Pérolas Musicais escolhidas a dedo por Ricardo Ferreira, produtor e músico da Old Books Room

5 Pérolas Musicais escolhidas a dedo por Ricardo Ferreira, produtor e músico da Old Books Room

14 de julho de 2017 0 Por João Pedro Ramos

Todo mundo tem seus gostos, preferências e, é claro, seus garimpos no mundo da música. Com certeza tem alguma banda ou artista que só você conhece e faz de tudo para espalhar o som entre seus amigos e conhecidos. “Todo mundo precisa conhecer isso, é genial!” Se você é aficionado por música, provavelmente tem uma pequena coleção pessoal de singles e discos que não fizeram sucesso e a mídia não descobriu (ou ainda vai descobrir, quem sabe) que gostaria que todo o planeta estivesse cantando.

Pois bem: já que temos tantos amantes da música querendo recomendar, o Crush em Hi-Fi resolveu abrir esse espaço. Na coluna “5 Pérolas Musicais”, artistas, músicos, blogueiros, jornalistas, DJs, VJs e todos que têm um coração batendo no ritmo da música recomendarão 5 músicas que todo o planeta PRECISA conhecer. Hoje, o convidado é Ricardo Ferreira, produtor e músico da Old Books Room, de Fortaleza, que está em São Paulo e toca neste domingo no Pico do Macaco.

Giant Drag“Slayer”
“Sabe aquele quando você quer montar uma banda, mas não quer contar com várias pessoas porque o desgaste é muito grande, além de você ter que dividir o cachê em mais pessoas. O Giant Drag vestiu essa camisa muito bem, o duo de New York City foi uma dos meus vícios desconhecidos por todos que mostrei um dia. Acho que a banda não existe mais, mas a música “Slayer” ficou pra contar como essa história foi boa”.

Sleep Party People “I’m Not Human At All”
“Quatro caras vestidos completamente de preto com exceção de máscaras de coelho. Muito noise, batidas de samples eletrônicas, efeito na voz incompreensível. Sleep Party People define muito bem o quanto o bizarro quando se der uma chance. “I’m Not Human At All” e uma canção bem sombria, com um dedilhado que escutaria por horas, e somente algumas frases, entre elas se destacando logicamente “Eu não sou mais humano”. Escuta, apenas escuta!”

Stuck In The Sound“Let’s Go”
Stuck in The Sound é uma banda francesa que vem crescendo muito, mas por incrível que pareça bem desconhecida, e seria incrível que mais gente conhecesse esse som. Bem, não dá pra descrever pro a música viaja por várias vertentes, desde o post hardcore, indie, grunge e por aí vai, mas esse caminho é construído com muito chorus e uma voz bem marcante. O clipe e a música “Let’s Go” me fizeram literalmente ficar travado nesse som por dias a fio”.

Julian Plenti“Girl On the Sporting News”
Interpol é uma das maiores bandas de todos os tempos na minha humilde opinião. Mas devido às contradições do destino, ninguém valorizou muito (pelo menos como eu acho merecido) o primeiro trabalho solo do Paul Banks. Muitos disseram que era apenas uma derivação de Interpol, pena pra essa galera que não conseguiram enxergar a beleza e a diferença presente nesse trabalho. Fica a ânsia angustiante de fazer com que vocês sintam essa pérola, “Girl On The Sporting News”. Como o próprio Banks falou, o CD contém músicas antigas, antes do Interpol, e são um pouco mais simples, mas em boa parte das vezes ser menos é mais, e a mescla de violão e instrumentos clássicos vai fazer você viajar”.

Soviet Soviet“Ecstasy”
“O power trio italiano me ganhou com a música “Ecstasy”, às vezes a gente não sabe como chega a conhecer esses sons, mas felizmente acontece. Logo, não teve jeito, o um baixo ligado no tremolo, uma guitarra altamente reverberizada e delayzada, uma voz ultra estranha, e uma bateria ultra-acelerada e frenética me mostraram como tempo músicas incríveis em cada esquina desse Mundo”.