5 Pérolas Musicais escolhidas a dedo por May Dee, vocalista do Fingerprints

5 Pérolas Musicais escolhidas a dedo por May Dee, vocalista do Fingerprints

24 de junho de 2016 0 Por João Pedro Ramos

Todo mundo tem seus gostos, preferências e, é claro, seus garimpos no mundo da música. Com certeza tem alguma banda ou artista que só você conhece e faz de tudo para espalhar o som entre seus amigos e conhecidos. “Todo mundo precisa conhecer isso, é genial!” Se você é aficionado por música, provavelmente tem uma pequena coleção pessoal de singles e discos que não fizeram sucesso e a mídia não descobriu (ou ainda vai descobrir, quem sabe) que gostaria que todo o planeta estivesse cantando.

Pois bem: já que temos tantos amantes da música querendo recomendar, o Crush em Hi-Fi resolveu abrir esse espaço. Na coluna “5 Pérolas Musicais”, artistas, músicos, blogueiros, jornalistas, DJs, VJs e todos que têm um coração batendo no ritmo da música recomendarão 5 músicas que todo o planeta PRECISA conhecer. Hoje, a convidada é May Dee, responsável pelo vocal e guitarra do The Fingerprints.

Muff Burn Grace“Shake it All”

Muff Burn Grace é uma banda que acho que todo mundo deveria parar pra ouvir! O som que eles fazem é do caralho! “Shake it All” foi a primeira musica que eu ouvi e acredite, esse riffzinho “tananam tam tananam taaaam” e o refrão fica na cabeça por dias… E acredite, vicia! Uma das bandas do underground paulista que eu mais admiro e respeito…OUÇAM ESSA PORRA”.

Coldwarps“Stupid Tattoos”

Coldwarps é do underground dos cafundó do Canadá (Halifax – Nova Escócia), eles lançaram poucos sons e a banda acabou relativamente rápido, o que partiu meu coração! Desde 2010, acredito que não teve uma vez em que fiquei pensando nessa música – “Stupid Tattoos” – quando pintava ideia de tattoo nova… Acho que por ela tatuei um revólver, o Milo versão gato, “we are 138” nos dedo..afinal, I can’t get enough stupid tattoos”.

!Attention!“Four or Five Ways to Play These Chords”

“Ouvir um hardcore meio melódiquinho é normal… boring – ouvir um hardcore melódiquinho com um cara com voz de pirata alcoólatra engasgando é DEMAIS. Eu cogitei levar eles pro Brasil em 2010, mas acabou não rolando por razões financeiras (casas de show não querendo pagar pra trazer banda desconhecida da gringa), ouvi falar que o shows dos caras é insano, o vocal, Glenn Barrington, já quebrou várias partes do corpo durante shows, aliás… No primeiro show da banda, ele já quebrou a perna..então dá pra sacar a pegada dos cara, né?”

Frogslake“Plastic Drugs”

“O melhor do grunge brasileiro. Nem tenho palavras pra descrever o Frogslake, pra mim eles tem um som único, a voz do China dá uma puta brisa… É tipo se o Fat Mike do NOFX entrasse pro Nirvana (risos)… Pode não fazer muito sentido, ouça e tire sua própria conclusão. Nunca tive a oportunidade de ir em um show live deles, mas tocamos juntos (The Fingerprints + Frogslake) no acústico “Noise Free” organizado na Associação Santa Cecília em 2014… E meu, os caras conseguiam quebrar tudo só no violão… Bom demais! Eles já tão a um tempo pela estrada já, sempre se mantiveram bem true ao som deles”.

The Dirty Nil“Nicotine”

Dirty Nil é foda demais. Não tenho nem palavras, quem não ouviu ainda tem que ouvir, é a próxima banda. Os caras são do Canadá, tão fazendo tour pela América e Europa sem parar, já tive a oportunidade de ir em show deles e tô feliz pra caralho que vou poder ver novamente no Riot Fest que acontece em setembro (Chicago). Todos os álbuns dos caras são bons, vale a pena conferir!”