5 Pérolas Musicais escolhidas a dedo por Lucas Lerina, baixista da Der Baum

5 Pérolas Musicais escolhidas a dedo por Lucas Lerina, baixista da Der Baum

30 de setembro de 2016 0 Por João Pedro Ramos

Todo mundo tem seus gostos, preferências e, é claro, seus garimpos no mundo da música. Com certeza tem alguma banda ou artista que só você conhece e faz de tudo para espalhar o som entre seus amigos e conhecidos. “Todo mundo precisa conhecer isso, é genial!” Se você é aficionado por música, provavelmente tem uma pequena coleção pessoal de singles e discos que não fizeram sucesso e a mídia não descobriu (ou ainda vai descobrir, quem sabe) que gostaria que todo o planeta estivesse cantando.

Pois bem: já que temos tantos amantes da música querendo recomendar, o Crush em Hi-Fi resolveu abrir esse espaço. Na coluna “5 Pérolas Musicais”, artistas, músicos, blogueiros, jornalistas, DJs, VJs e todos que têm um coração batendo no ritmo da música recomendarão 5 músicas que todo o planeta PRECISA conhecer. Hoje o convidado é Lucas Lerina, baixista Der Baum que também tem um projeto solo sob o nome Lerina.

Os Cascavelletes“Cão e Cadela”

“Vou começar minha lista bairrista com um petardo musical. Por mais incongruente que isso soe, Os Cascavelletes moldaram meu caráter em vários aspectos. Se não fosse “Sob um Céu de Blues” talvez hoje eu não fosse músico. Uma banda que tinha na sua formação Flávio Basso (Júpiter Maçã), Frank Jorge, Nei van Sória e Alexandre Barea em plena efervescência não deve ser dissertada e sim aproveitada no volume máximo. ‘Com vocês o maior espetáculo da terra, Os Cascavelletes'”

Identidade“DANCE”

Identidade é uma das bandas que eu mais dancei em shows na minha vida. Sem frescura: riffão, baixão, solo sexy, bateria swingando e o vocal deslizando com muito estilo na melodia, e ao mesmo tempo pegadas punk. Uma banda sensacional. Os caras fizeram uma tour pelo Uruguai, tão confirmados no DoSol e provavelmente ano que vem sai o quinto disco, e eu espero que tenha shows em SP”.

Superguidis“Ainda Sem Nome”

“Constantemente me pego pensando e tento entender como uma banda como a Superguidis não estourou e ficou milionária. Uma banda com muito estilo, letras bem sacadas e melodias sensacionais, que simplesmente não vingou (como muita coisa boa no Brasil). Uma banda sem explicação. Eu posso dizer que é uma mistura de grunge com afinações Soniyouthicas, com pitadas de Foo Fighters, em uma panela de pressão quase explodindo. Mas é muito mais que isso. Sou apaixonado mesmo. Mesmo que o Andrio não suporte linhas de baixo que não sejam retas, eu não tenho como ficar bravo, SUPERGUIDIS É FODA! ‘Já dizia um amigo meu besteira é coisa séria e é preciso com ela filosofar!'”

Cartolas“Um Segundo”

“‘Um Segundo’ é uma música do penúltimo disco dos Cartolas, que também continua na ativa e nos deliciando com belas canções. Eles lançaram à pouco tempo atrás o quarto disco da banda chamado “IV”, com “canções que falam de relacionamentos”. Uma banda mais pop/Indie com riffs marcantes, que poderia muito bem estar nos line ups dos Loolapaloozas da vida. Os caras estão em tour pelo Brasil com o novo disco, e fizeram alguns shows em SP e também deram uma volta pelo Uruguai. Ouva-lá”.

Pública“Casa Abandonada”

‘Casa Abandonada’ faz parte do disco que eu considero o melhor disco brasileiro dos anos 00′. “Como Num Filme Sem Um Fim” é uma obra de arte. Eu poderia citar qualquer música desse disco, mas escolhi essa pelo clipe, mas fica a dica pra quem quiser: ouçam esse disco!”