5 Pérolas Musicais escolhidas a dedo pela cantora Aramà

Read More
Giulia Aramà
foto por Maurizio Fantini

Todo mundo tem seus gostos, preferências e, é claro, seus garimpos no mundo da música. Com certeza tem alguma banda ou artista que só você conhece e faz de tudo para espalhar o som entre seus amigos e conhecidos. “Todo mundo precisa conhecer isso, é genial!” Se você é aficionado por música, provavelmente tem uma pequena coleção pessoal de singles e discos que não fizeram sucesso e a mídia não descobriu (ou ainda vai descobrir, quem sabe) que gostaria que todo o planeta estivesse cantando.

Pois bem: já que temos tantos amantes da música querendo recomendar, o Crush em Hi-Fi resolveu abrir esse espaço. Na coluna “5 Pérolas Musicais”, artistas, músicos, blogueiros, jornalistas, DJs, VJs e todos que têm um coração batendo no ritmo da música recomendarão 5 músicas que todo o planeta PRECISA conhecer. Hoje, a convidada é a cantora Aramà, que acaba de lançar seu mais novo single, “Maracujá”.

Jamie Woon – “Night Air”
Essa música do artista Jamie Woon, britânico de extremo talento, foi uma das pérolas na minha playlist do 2010.
A musica é magnética . Um som fino, de grande sofisticação. A voz do Jamie é intensa, te leva numa viajem sensorial profunda com o sujeito da música, que é a noite. O baixo e os coros harmoniosos contribuem para criar uma faixa de extrema sensualidade, quase feminina.

Dona Onete – “Banzeiro”
Esta música é totalmente “Carnival Vibes”: uma mulher de quase oitenta anos com uma energia e talento insuperáveis.​ Para quem não sabe, o banzeiro é a onda que os barcos provocam e como uma onda, a música traz todo o sabor da Amazônia e do Pará. Dona Onete é umas das artistas que o Brasil precisa valorizar muito. Vale à pena ouvir o disco todo. É realmente incrível. ​Bora todo mundo se jogar no banzeiro? ​

Rincon Sapiência – “Meu Bloco”
Faz parte do lindo trabalho Galanga Livre, do rapper Rincon Sapiência. Amo essa música . É uma mistura de rap, trap e samba, gravado no barracão da escola de samba Pérola Negra. Essa música representa a luta deste amigo e artista que admiro muito. “Meu Bloco” mostra o poder do samba, seu ritmo e atitude, trazendo a música como uma forma de lutar contra a repressão: “Nossa palavra é munição, nossa voz fuzis / Sem moderação, jão, informação use / Sirenes e giroflex, na cara preta luzes / Sugiro, cuidado com os vampiros, cruzes!”.

Nneka – “Do You Love Me Now?”
Essa música saiu em 2012 no álbum da artista Nneka, alemã de origem nigeriana. Essa artista foi comparada à Erikah Badu e Lauryn Hill. O trabalho dela é uma mistura de hip hop, referências soul e ritmos africanos sem que se confunda com a world music. Essa faixa é a mais pop do disco e tem uma grande lição: na solidão estamos perto do Senhor, publicamente não. A ideia da artista é que estas canções cheguem ao poder politico e que eles as escutem.
“In solitude we know God / In public we do not act God / Is it destiny, is it mean to be?”

SBTKRT – “Wildfire”
Nome artístico do produtor britânico Aaron Jerome. Essa musica saiu em 2011 com a participação da artista Yuukini Yagano (Little Dragon ). É um mix de funk e dubstep bem minimal, tipicamente londrino. A música fala de um amor insano. Um amor que é comparado a um incêndio. Adoro o beat. Acho uma pérola mesmo, uma das melhores músicas britânicas até agora.