“Procurando Sugar Man” (2013): o verdadeiro significado do sucesso

“Procurando Sugar Man” (2013): o verdadeiro significado do sucesso

29 de janeiro de 2018 0 Por Rodrigo Reis e Bárbara Ribeiro

Ano: 2013
Direção: Malik Bendjelloul
Duração: 1h26min

Já imaginou como seria se Bob Dylan jamais tivesse alcançado sucesso? Ou se por alguma razão, ele seguisse por outros caminhos que não o mundo da música? É possível se ter uma ideia ao assistir “Procurando por Sugar Man” (“Searching for Sugar Man”, 2013), documentário vencedor do Oscar, que retrata a lenda em torno do músico Sixto Rodriguez, até então era um quase total desconhecido. Quase!

Existe um mito em torno de não ser reconhecido em sua época. Grandes artistas foram obliterados por inúmeras razões e circunstâncias. Mas no a grande particularidade no caso de Rodriguez é que ele foi reconhecido, ao menos parcialmente…

Na África do Sul, durante o Apartheid, o disco “Cold Fact”, que havia vendido nos Estados Unidos algumas poucas cópias, tornou-se um fenômeno aparentemente após uma versão K7 pirata cair na graças do público. A distribuidora então encomendou os discos e a febre se instalou. Com letras fortes, reflexivas e melodias maravilhosas, o artista parecia existir apenas na imaginação dos fãs sul-africanos, pois ninguém sabia quem era Rodriguez. A única notícia que se tinha era que ele havia cometido suicido, colocando fogo em si mesmo em cima do palco. A lenda estava formada.

Contar mais seria estragar a experiência. Basta de dizer que “Procurando por Sugar Man”, além de ser uma divertida investigação musical, é um retrato sobre o que é ser reconhecido, do verdadeiro valor do sucesso e o que é de fato ser um artista. Teria Rodriguez feito sucesso no mundo todo se na capa do seu disco aparecesse um homem branco e não ele próprio, um filho de imigrantes mexicanos? Essa é apenas uma das perguntas levantadas por esse excelente documentário. Para se ver e ouvir muito depois.