Os ingredientes que ajudaram a criar o megahit “The Rockafeller Skank”, de Fatboy Slim

Os ingredientes que ajudaram a criar o megahit “The Rockafeller Skank”, de Fatboy Slim

13 de agosto de 2015 2 Por João Pedro Ramos

Em 1998, era difícil ligar qualquer rádio FM e não ouvir “right about now/ the funk soul brother/ check it out now/ the funk soul brother”, refrão repetido à exaustão em “The Rockafeller Skank”, música do disco “You’ve Come a Long Way, Baby” que levou Fatboy Slim ao estrelato e ao topo das paradas. Esta explosão pop do DJ deve muito à seis músicas que foram sampleadas e ajudaram a montar o quebra-cabeça bem sucedido que deu fama e fortuna à Norman Cook.

A guitarrinha base repetida por toda a música vem de “Sliced Tomatoes”, dos Just Brothers, música com inspiração surf lançada em 1972:

Outro riff usado na música é o de “Beat Girl”, de John Barry, tema do filme de mesmo nome lançado em 1960. Se você é fã da série “Os Normais”, deve lembrar que essa música também foi usada como trilha em diversos episódios das aventuras de Rui e Vani:

Já o ~refrão~ saiu de “Vinyl Dogs Vibe”, dos Vinyl Dogs com participação de Lord Finesse, lançada em 1997. É só dar o play que você já vai reconhecer a voz.

A versão do Art Of Noise para o clássico “Peter Gunn Theme” rendeu mais um riff que Fatboy usa em “The Rockafeller Skank”. A esquizofrênica cover de 1986 está presente no disco “In Visible Silence”.

https://youtu.be/UuAQRDmuJbk

E, finalmente, um dos maiores hits de todos os tempos e uma das 500 melhores músicas de todos os tempos segundo a revista Rolling Stone gerou a viradinha de bateria do hit do Fatboy Slim. Sim, ele saiu diretamente de “I Fought The Law”, do The Bobby Fuller Four, música que foi coverizada por muita gente… inclusive o The Clash!