O que é “bossa nova shoegaze mp3”? A banda morena morena pode te explicar (ou não)

O que é “bossa nova shoegaze mp3”? A banda morena morena pode te explicar (ou não)

14 de agosto de 2017 0 Por João Pedro Ramos

Apesar do clipe de “Abre Alas” ter sido gravado nos bloquinhos de Carnaval do Rio de Janeiro, não espere nada com uma pegada “Los Hermanos” vindo do morena morena. Formado por Matheus Morena, João Lucchese e Thiago Fernandes, o grupo até tem algo em comum com o quarteto de barbudos: o gosto pela bossa nova. Mas além disso, também apresentam em seu som influências bem diversas, como Frank Ocean, Joy Division e American Football. “Mas, a galera em si, está ouvindo bastante trap e rap, e isso tem entrado em grande peso nas estruturas das músicas”, conta Matheus.

Ao serem questionados sobre como definiriam o som do trio, eles me surpreenderam com uma nomenclatura até então nunca ouvida: “Bossa Nova Shoegaze MP3”. “Mas que diabos é isso?”, você deve estar se perguntando. Pois é, eu também, até ouvir o som do morena morena. Confira a entrevista com eles:

– Como a banda começou?

Então, a banda começou com um projeto solo meu, produzido inteiramente em casa, de forma bem humilde. Eu lancei um EP, e depois disso comecei a marcar apresentações, em razão do bom reconhecimento do material. Foi nesse momento, que senti a necessidade de uma banda para apresentar as músicas. Chamei então João e Thiago. Já tinham uma determinada estrutura para se fazer música, além de uma opinião sobre arte em si bem semelhante. Com isso, a coisa foi se construindo quase que organicamente.

– E como surgiu o nome da banda?

Cara, foi de maneira bem paradoxal. Como eu era um projeto solo eu tinha que colocar algum nome que se interligasse ao meu nome, mas não queria o meu nome em si. Aí, teve um dia que eu estava mexendo no Facebook, e de repente meu amigo me chama de forma urgente, “morena morena”! Aí eu me toquei que seria um bom nome para um projeto mais underground. A letra minúscula é essencial para dar esse caráter mais “sei lá” ao nome, que tem a ver com o conceito do trabalho em si. Então, foi de maneira metódica e ao mesmo tempo, meio que natural.

https://www.youtube.com/watch?v=wVYuJiX49AA

– Quais as principais influências do som da banda?

Então, o som que estamos produzindo atualmente tem muito influência de artistas como Frank Ocean, João Gilberto, Joy Division e American Football. Mas, a galera em si, está ouvindo bastante trap e rap, e isso tem entrado em grande peso nas estruturas das músicas. Nas canções em si, existe uma influência grande da bossa nova e seus remanescentes.

– Como vocês definiriam o som da banda?

Isso é algo que gera bastante conversa na banda. Mas, já temos um.norte que bolamos : Bossa Nova Shoegaze MP3 .

morena morena

morena morena

– Me fala um pouco mais sobre o material que vocês já lançaram.

Lançamos o EP “Como Uma Bússola Orbitando Um Espaço Vazio”, que tem um caráter bem.melancólico e intimista, mas que expressava bem cirurgicamente o momento que social que se passava, a tristeza e desesperança se refletindo nas relações de afeto. Eu escrevi e gravei tudo em julho de 2016, então tem todo um âmbito relacionado a perda e compreensão. Os acordes se repetem por todas as músicas em razão justamente disto, quase um mantra, na linha tênue para a loucura. Lançamos também um single chamado “Abre Alas”, que fala sobre superar um obstáculo e permanecer vivo. Sabe? Fazendo que a multidão do Carnaval se assemelhe a um momento de desespero e angústia. O bloco que não acaba. A fantasia que te esconde. Uma coisa meio paranoica e lúdica.

– Então o próximo trabalho pode não ter nada a ver com o que foi lançado.

Em essência as canções possuem a mesma onda. Mas a estrutura das músicas será um tanto diferente sim.

morena morena

morena morena

– Já estão trabalhando nesse novo som?

Já sim! Em muito pouco tempo já estará disponível pra ser ouvido pela galera. Já estamos trabalhando nisso.

– Como vocês veem a cena independente hoje em dia?

Muito rica nesse sentido. A melhor acessibilidade às pessoas em relação a equipamentos de gravação facilitou o processo criativo. Isso fez com que houvessem mais oportunidades a determinados indivíduos de demonstrarem sua percepção musical. É revigorante e muito motivante ver isso rolando.

https://www.youtube.com/watch?v=rll_DhD0Kkw

– O alcance acaba sendo maior, apesar de ter menos entrada no circuito mainstream?

Não sei, o nível de reconhecimento depende menos de uma meritocracia aplicada por gravadoras e mídias televisivas. Mas, de fato essas bandas alcançam bem mais gente justamente pelo fato dessa abertura que a internet proporcionou a música independente, sem dúvida.

– Quais os próximos passos da banda?

Produzir o nosso primeiro disco, procurar novos meios para divulgar nosso trabalho, buscando sempre novos lugares para tocar e conhecer, que é a melhor coisa, né.

– Recomendem bandas e artistas independentes que conheceram nos últimos tempos e todos deveriam ouvir!

Cara, temos ouvido bastante bandas independentes como Mahmed, que fizeram um álbum genial, Ventre, gorduratrans, que acabou de lançar um álbum, El Toro Fuerte, que faz um trabalho belíssimo… Def também é bem interessante, tem muito som bom sendo feito por aqui, e que precisa muito ser notado, são belíssimos!

https://www.youtube.com/watch?v=wVYuJiX49AA&lc=z23ljttjpu3wejzkhacdp433mkqcn5ocgm1rm3klzkpw03c010c