Nelisa apresenta seu “quase-folk proibidão” em “Músicas de Amor & Putaria”

10921739_764438813638033_227295511_n

Nelisa é Ana Elisa Zanchetta, de 20 anos. Com seu violão a tiracolo e voz suave, canta músicas com os inacreditáveis títulos “Você é a Razão das Punhetas de Alguém”, “Pessoas que eu Chamaria para uma Suruba” e o direto ao ponto “Blues do Cu”. Com seu EP “Músicas de Amor & Putaria”, de 2014, Nelisa conseguiu uma boa repercussão de suas letras cheias de sacanagem e criatividade.

A “Clarice Falcão da putaria” já participou de eventos como o Espetacular Hora da Comédia no Frey Café e Youtube Space. Conheça um pouco mais dela e suas canções proibidas para menores:

Quando você começou a escrever músicas? O tema foi sempre o “amor e putaria”?

Não, antes eu fazia umas musiquinhas bem bobinhas mesmo de amor, eu nem imaginava que poderia começar a fazer músicas voltadas pro humor. Sempre gostei de “fazer humor”, mas nunca soube como. As “Músicas de Amor & Putaria” foram um bom jeito que eu achei de fazer as pessoas rirem.

Quem você citaria como inspiração para as suas músicas?

Antes de tudo o Gabe Cielici. Conheci o trabalho dele ano passado e achei a ideia das músicas pra ex-namoradas simplesmente genial. Ele é o mestre. Também não posso negar a semelhança das minhas músicas com a Clarice Falcão, até já me apelidaram de Clarice Falcão da putaria”, mas é mais em relação ao estilo musical mesmo. E em relação à putaria, Valesca Popozuda é a rainha e me inspiro muito não só no tema putaria dos proibidões do funk como também na libertação feminina. Eu sei que é meio porre falar disso, fico parecendo até uma intelectual, mas várias meninas escutam as minhas músicas e vêm me agradecer e parabenizar por ter coragem de falar desse tipo de coisa, porque no mundo que a gente ainda vive eu sou a menininha pequenininha e por isso não posso falar de caralhos e bucetas.

10912922_764438866971361_1963888509_n

Muita gente te enche o saco pelo teor das canções? Tem gente que vem dar em cima de você por causa das músicas sobre sexo, ou criticar o tema das canções?

Tem muito cara que dá em cima sim nos comentários no YouTube ou nos grupos que eu costumo compartilhar as músicas, mas eles são todos muito respeitosos e nunca passaram muito dos limites, o que pra mim foi uma surpresa, considerando o conteúdo das músicas. Sobre críticas, sim, tem alguns poucos que criticam, mas não dá pra fugir disso, vida que segue. Só me irritou uma vez um cara dizendo que os outros caras só gostavam das minhas músicas porque eu sou uma “menininha bonitinha” que fala de sexo e porque eles sentem que teriam chance comigo, ou sei lá. Mas falando com ele, entendi que ele se incomodava com o fato de eu ser mulher mesmo. Se fosse um cara cantando as mesmas músicas, talvez ele nem ligasse e isso é foda, porque parece que só porque eu sou mulher o meu trabalho não tem valor nenhum.

A recepção positiva surpreendeu ou você não liga para isso?

Olha, me surpreendeu bastante. Quando eu compartilhei “Você é a razão das punhetas de alguém” no grupo Lektronik (obrigada, Orkutão!) depois de três dias a música já tinha cerca de dez mil visualizações no SoundCloud. Eu não imaginava que a repercussão de uma coisa que eu fiz na brincadeira ia ser tão grande.

10934551_764438930304688_1357108619_n

Você pretende gravar com banda?

Eu pretendo sim, mas eu não manjo nada de arranjo e etc… Toco violão e ukulele muito meia-boca, mas seria bem bacana gravar com uma banda e gente que realmente entende de música.

O disco tem uma sonoridade meio folk.

A ideia não era ser folk não, é simplesmente como eu consigo fazer. As músicas são de uma simplicidade quase infantil (com exceção do conteúdo das letras, é claro) e fazer a melodia, pra mim, é o que dá mais trabalho, então eu deixo da maneira mais simples possível mesmo.

Qual o impacto do Youtube na repercussão de suas músicas?

Antes eu nem pensava em fazer nada pro YouTube, eu não tinha muita ambição mesmo, mas aí eu vi que o pessoal tava gostando bastante e um amigo falou da gente gravar e eu acabei gostando bastante da ideia.

Pra finalizar, recomende uma banda ou artista que só você conhece e acha que todo mundo deveria ouvir.

Eu gosto muito de uma banda que chama Saulo Duarte e a Unidade. É uma mistura de ritmos que vai do brega ao carimbó passando pelo reggae. Vale a pena procurar, são músicas bem animadas.

Ouça abaixo as canções de “Músicas de Amor & Putaria”, de Nelisa:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *