“Janis – Little Girl Blue”: Por trás das roupas extravagantes havia uma menina sozinha

“Janis – Little Girl Blue”: Por trás das roupas extravagantes havia uma menina sozinha

25 de outubro de 2017 0 Por Rodrigo Reis e Bárbara Ribeiro

Janis – Little Girl Blue
Ano: 2016
Direção: Amy Berg
Duração: 1h 45min

Janis Joplin como você a conhece é um mito. A palavra vale para dois sentidos. Sim, o vozeirão, o estilo irreverente e a sua morte precoce fizeram dela uma lenda. E sim, toda aquela fachada de roupas extravagantes é uma fantasia, um personagem criado pela própria cantora. Não que isso de fato seja ruim. No documentário “Janis – Little Girl Blue”, dirigido por Amy J. Berg, além de tentar entender o porquê, acompanhamos a trajetória meteórica de umas das maiores vozes do rock.

Criada em ambiente conservador do sul dos Estados Unidos, na juventude era ser considerada por seus colegas “o homem mais feio do campus”. Janis então encontrou na musica sua salvação, o refúgio onde podia se abrigar e com suas letras contra-atacar suas incertezas, seus medos. Começando em bares até ser descoberta, ela camuflou-se em figurinos exóticos para que não pudessem feri-la ainda mais. Assim, se tornou a figura como a conhecemos hoje. Muitas dessas revelações nos são reveladas através de cartas escritas pela própria.

Além dessa tentativa, não de solucionar, mas entender Janis e o porquê dela ser assim e o que levou a sua partida repentina, o longa ainda nos presenteia com grandes momentos de sua carreira. O destaque vai para apresentação no festival Monterrey Pop, o que talvez cause estranheza, sendo que os fãs geralmente a ligam ao Woodstock (uma passagem breve no documentário), onde ela se apresentou totalmente embriagada. Esses momentos, além de passagens memoráveis de sua carreira, como o tour ao Canadá com o Grateful Dead, estão aqui em forma de fotos, entrevistas e fotos da época.

Feliz ao retratar Janis Joplin ao final como uma mulher forte, mas com as mesmas inseguranças e medos como qualquer pessoa sem no processo desmistificar a lenda, “Janis – Little Girl Blue” faz justiça ao titulo e nos aproxima mais do ser humano Janis, fazendo com que sua importância seja ainda mais relevante nos dias de hoje.