Em parceria com Viridiana, Gabo conecta referências entre continentes e décadas em seu clipe de estreia

Em parceria com Viridiana, Gabo conecta referências entre continentes e décadas em seu clipe de estreia

17 de abril de 2020 0 Por Luiza Padilha
Produzida por meio de correspondência virtual e com poucos recursos, “Nada Nada” traduz-se na estreia de Gabo, projeto do compositor, multi-instrumentista e pesquisador Gabriel Islaz. Retratando de maneira singela um breve período residido pelo artista na cidade de Braga, norte de Portugal, a canção evoca emoções como a saudade dos amigos e a ansiedade pelas novidades a serem então vividas. Engavetada até recentemente, Gabo decide revisitar sua demo gravada em 2018 para nos brindar seu debut em colaboração com Viridiana, artista e produtora trans já conhecida no cenário porto-alegrense pelo EP “Androgênia” e o espetáculo “Anatômica”. Acompanhando a música, Gabo disponibiliza também seu primeiro clipe – dirigido, filmado e montado pelo próprio artista, contando também com imagens de Graziele Fülber e Viridiana.

A faixa foi elaborada em meio a conversas de WhatsApp e gravada à distância, a partir da casa de cada um. É construída em diversas camadas, ao passo em que combina uma cama de guitarras distorcidas de Gabo – evocando uma aura noventista que remete ao shoegaze -, com os beats de Viridiana, que misturam ambas referências do dream pop com a linguagem eletrônica da artista. As palavras de Gabo parecem se dissolver nesse mar de timbres, juntas dos sintetizadores por ele ali tocados.
No clipe do single “Nada Nada”, Gabo instantaneamente nos transporta para uma atmosfera onde o sonho se mistura com a realidade. São as cores, as ambiências, os enquadramentos e as batidas. Exploramos uma Porto Alegre sob uma ótica melancólica, que nos causa aquela sensação de estar sonhando acordado – muito características de músicas que circulam pelo shoegaze e pelo dream pop. Tudo é real, ao mesmo tempo em que nada parece ser. É nostalgia musicada.
Confira o clipe:

Sobre o projeto:Gabo é a alcunha carregada por Gabriel Islaz, compositor, multi-instrumentista e pesquisador porto-alegrense. Através de suas canções, observa a vida cotidiana e a transcreve em canções que considera como indie aventureiro, mesclando referências sonoras e experimentação. Tendo um disco gravado ainda inédito, com provável lançamento para o segundo semestre de 2020, o artista inicia o desbravamento de novos caminhos após participar de diversas bandas do cenário local, como Lanches e Rota de Pedestre.

[spotifyplaybutton play=”spotify:album:5Djx2MaWCqu4tkeodKgvSN”/]