Construindo O Groove de Julie: conheça as 20 músicas que mais influenciaram seu som

Construindo O Groove de Julie: conheça as 20 músicas que mais influenciaram seu som

9 de agosto de 2018 0 Por João Pedro Ramos

Quando uma banda se forma, as influências de cada um dos integrantes são inúmeras e variadíssimas. Essa mistura de músicas, artistas, discos e sons entra em um imenso caldeirão musical e traz algo totalmente novo e cheio de identidade. É nessa construção de identidade que a coluna Construindo vai focar: aqui, traremos 20 músicas que foram essenciais para que uma banda ou artista criasse seu som, falando um pouquinho sobre elas. Hoje temos a banda O Groove de Julie indicando as músicas que influenciaram sua obra.

“Recentemente lançamos o single “A Noite Flui” que tem uma sonoridade vibrante, noturna e muitas das músicas aqui selecionadas foram influências diretas para como essa música saiu. Também temos músicas da lista que inspiram em composições novas que estão por vir e muitas apenas nos inspira intrinsecamente. Tentamos fazer uma seleção que mostrasse a sonoridade da banda, o que gostamos de ouvir e deixar um gostinho do que almejamos alcançar sonoricamente com as nossas músicas. Estamos nos planejando para lançar um novo single em setembro que fará parte do projeto “Noites de Vênus” assim como “A Noite Flui”’.

Não deixe de seguir o perfil do Crush em Hi-Fi no Spotify e ouvir a playlist desta semana, disponível no final do post!

Arctic Monkeys“Knee Socks”
Arctic Monkeys é quase como um fetiche musical pra gente, o disco AM exerce uma enorme influência na banda.

Alabama Shakes“Over My Head”
O Alabama Shakes faz soul e R&B de uma forma muito moderna/minimalista e nos inspira a buscar essa sonoridade e esses timbres que unem o vintage e o atual.

Maglore“Aquela Força”
Essa música passa uma energia e força empolgante que dá vontade de se mexer, seja pra dançar, correr, gritar… A canção também termina num clímax, uma característica que buscamos nas nossas composições.

Childish Gambino“Redbone”
O arranjo e produção dessa música é grandioso e nos ajuda a pensar em elementos, texturas, melodias pra incrementar e pensar sempre no que pode melhorar no que estamos produzindo no momento.

Anderson .Paak“Heart Don’t Stand a Chance”
R&B primoroso, moderno. Os backing vocals dessa música são incríveis. Esse tipo de som nos estimula a querer fazer algo mais meticuloso e desafiador na hora de compor.

Fever the Ghost“Source”
Uma banda recém descoberta e se tornou um reflexo de sonoridade , as linhas de baixo e bateria são marcantes e expressivas, sonoridade direta sem muitos rodeios, eles conseguem manter a energia do início ao fim da música.

The Black Keys“Weight of Love”
Música de entrada do ultimo CD dos Black Keys, ja começam botando pra fuder! Introdução longa e bem trabalhada, solo inacreditável com timbres impecáveis como sempre, com certeza eles tem grande influencia nas linhas de guitarra.

Arctic Monkeys“The View From the Afternoon”
Bom demais ouvir analisando os primeiros hits do AM, ótimo pra ter referências na hora de criar linhas mais ousadas, quebras de tempo, intervalos. Eles sempre inovaram no riffs e nos “elementos surpresa” que deixa o ouvinte encucado.

Tim Maia“Você”
Simplicidade, soul e saudade. A Noite Flui tem bastante influencia das canções do início da carreira do Tim Maia.

Vivendo do Ócio“Nostalgia”
“Admiramos muito o trabalho dos caras do Vivendo do Ócio, e essa música tem um riff muito
poderoso, com uma letra explicita e já se tornou um classico do rock nacional atual”

Dingo Bells“Dinossauros”
É uma música lenta mas vai se tornando magnifica conforme cresce, com melodias lindas e um puta trabalho de backing vocals.

David Bowie“Moonage Daydream”
Seria difícil escolher uma do Bowie, então vai essa (mas poderia ser tantas outras maravilhosas), discografia obrigatória pra todo mundo, principalmente o CD dessa faixa, o “The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars”, se você analisa você fica surpreso e aprende muito com o Bowie, maravilhoso.

The Beatles“While My Guitar Gently Weeps”
Outra influencia obrigatória pra praticamente todo mundo que ama canções maravilhosas, é lindo pegar um disco da carreira solo do George e ver a sutileza que ele tinha nas letras, melodias, levadas, solos, presente também em diversas musicas dos Beatles. Ele é precursor de diversas levadas e meios de composição que vemos hoje em dia, também era um ser humano incrível com uma sensibilidade e espiritualidade fantástica.

Red Hot Chilli Peppers“Zephyr Song”
O Red Hot é uma referência muito clara no nosso som e essa música particularmente tem uma coisa recorrente nas nossas composições, o refrão e o verso são bem distintos.

Novos Baianos“Mistério do Planeta”
O clímax dessa música é incrível e como os Novos Baianos misturam os ritmos brasileiros com o rock é genial.

Caetano Veloso – “You Don’t Know Me”
É MPB, é bossa, é rock. Mostra que Caetano consegue passear por vários estilos commajestade. Sem dúvidas essa canção, e tanto o álbum “Transa” em si, é uma grande influência pra banda.

Medulla“Abraço”
Medulla é pra mim (Eduardo) a banda mais legal do Brasil, a sinceridade que eles colocam em cada verso, em cada levada é genial e rara! eles são geniais na minha opinião. “Abraço” é uma musica que dispensa comentários.

Oasis“Morning Glory”
Nossas composições geralmente têm como artifício principal o refrão, como um “rock n roll de estádio”, influência direta do Oasis.

Rancore“Samba”/ Far From Alaska“Elephant”
É um desejo de todos fazer um som mais visceral, distorcido, pesado. O álbum “Seiva” do Rancore e o mais recente álbum do Far From Alaska “Unlikely” são inspirações pra seguir esse caminho.