Construindo Felipe D’Orazio: conheça as 20 músicas que mais influenciaram seu som

Construindo Felipe D’Orazio: conheça as 20 músicas que mais influenciaram seu som

25 de julho de 2018 0 Por João Pedro Ramos

Quando uma banda se forma, as influências de cada um dos integrantes são inúmeras e variadíssimas. Essa mistura de músicas, artistas, discos e sons entra em um imenso caldeirão musical e traz algo totalmente novo e cheio de identidade. É nessa construção de identidade que a coluna Construindo vai focar: aqui, traremos 20 músicas que foram essenciais para que uma banda ou artista criasse seu som, falando um pouquinho sobre elas. Hoje temos o cantor Felipe D’Orazio indicando as músicas que influenciaram sua obra.

Não deixe de seguir o perfil do Crush em Hi-Fi no Spotify e ouvir a playlist desta semana, disponível no final do post!

Christina Aguilera“Fall In Line”
Christina é minha maior influência musical. Seu timbre de voz, versatilidade e autenticidade referenciam de forma predominante minha construção de identidade artística e estética vocal. Eu quero um dia ser capaz de cantar com o coração e com a alma, ser visceral e voraz como ela é! Soar alto, metálico e multifacetado, como ela faz! ‘Fall In Line’ é o single mais recente do seu novo álbum, com uma importante mensagem de empoderamento, não só feminino, mas a todas as minorias ou a quem se sente aprisionado e oprimido de alguma forma. Características
presentes em muitas de suas letras e que me estimulam muito liricamente também! Ela é minha musa inspiradora!

Elis Regina“Como Nossos Pais”
É a número um da minha lista de músicas preferidas! Mexe demais comigo e não pode faltar no set list do meu show! Elis sabia com maestria a dar vazão aos sentimentos enquanto cantava, sentia pra valer cada palavra, cada respiração, cada vírgula e personificava cada mensagem! Dou muito valor a isso e busco me aprimorar enquanto intérprete! É um grande desafio equilibrar tantas emoções e pensamentos durante uma performance! É preciso dar atenção à parte técnica, e ao mesmo tempo se concentrar apenas nisso pode te fazer perder o foco daquilo que é o mais importante, que é o sentimento, curtir o momento, se permitir ser tocado pela essência do que está sendo cantado e através disso tocar as pessoas!

Johnny Hooker“Amor Marginal”
Estava ouvindo essa quando comecei a escrever a letra da minha música ‘Indivíduo’. As músicas do Johnny são deliciosas fontes de inspiração com que você pode se deleitar e se lambuzar! A intensidade e irreverência na sua arte me fascinam, e a tenacidade da letra de ‘Amor Marginal’ era tudo o que eu precisava ouvir pra despejar no papel com franqueza tudo o que me sufocava! Foi a gota d’agua que fez o copo transbordar e meu peito se abrir!

Lulu Santos“Toda Forma de Amor”
Um dos maiores e atemporais hinos de enaltecimento a importância do respeito à diversidade e do amor mútuo! Cantar sobre isso nunca será demais ou ultrapassado enquanto houver ódio, injustiça, intolerância e descriminação! Lulu me inspira muito e me proporcionou uma das maiores alegrias da minha vida e carreira até hoje, que foi ter um vídeo meu cantando outra de suas músicas, comentado e elogiado pelo próprio mais de uma vez!

Cazuza“Todo Amor que Houver Nessa Vida”
A minha favorita de um dos compositores e artistas mais importantes pra mim! Geralmente faço uma versão a capella dessa música pra usar como intro pros meus shows! Amo cantar Cazuza! A forma tão passional e poética com que ele escrevia suas obras influenciou muito o meu jeito de escrever. Gosto de me expressar também nas entrelinhas, de forma subjetiva, deixar um mistério no ar e abrir espaço pra interpretações diversas!

Renato Russo“Mais Uma Vez”
Tenho uma conexão muito especial com essa música! Sempre que me pego desanimado, desacreditado, a ponto de desistir de algo, é a icônica voz do Renato que escuto na minha cabeça, cantando essa letra repetidamente, incansavelmente, como um mantra mesmo! Uma preciosa fonte de inspiração, tão à frente do seu tempo, que continua me encorajando e alimentando minha paixão por cantar e me expressar musicalmente!

Pitty“Máscara”
A mensagem de ‘Máscara’ é poderosa, atemporal e encorajadora! Pitty é um enorme exemplo de atitude pra mim! Sempre acreditei que é possível um artista ter uma carreira bem-sucedida e consolidada sendo honesto consigo mesmo, com a sua verdade e ideais! Ela conseguiu isso, sendo autêntica e remando contra a maré desde o começo! É gratificante poder acompanhar a sua incrível trajetória e com isso reforçar ainda mais minha convicção!

Coldplay“Paradise”
Existe algo especial na sonoridade do Coldplay, principalmente em ‘Paradise’, que eu não consigo muito bem explicar, mas que é transcendental e arrebatador, assim como os shows deles! A forma com que eles dão liga aos elementos melódicos e harmônicos em suas produções é simplesmente apaixonante! Os elementos que usei pra dar vida ao instrumental do refrão de ‘Indivíduo’ dialogam com essa canção, como forma de homenageá-la!

Imagine Dragons“Radioactive”
Amo essa banda! O show deles é insanamente enérgico! O Dan Reynolds é um espetáculo à parte e exemplo de frontman! Quero ser capaz de fazer um show nesse nível! E o que dizer das batidas das músicas? Definitivamente o Imagine Dragons me conquistou pela expressividade e profundidade das percussões impressas nas canções deles! Quis deixar isso evidente em ‘Indivíduo’, e ‘Radioactive’ faz parte do meu repertório de covers!

Zayn“Pillowtalk”
Ouvir o trabalho solo do Zayn me ajudou a gostar da estética do falsete e me incentivou a utilizar esse tipo de registro vocal, que ele conduz com maestria, no meu jeito de cantar também! Ele tem um lindo timbre! Essa música tem uma explosão maravilhosa no início dos refrãos, é sensual e muito bem produzida! O clipe dela tem um design psicodélico fenomenal! É o tipo de arte conceitual que almejo explorar bastante no meu trabalho!

Pearl Jam“Black”
Fui vocalista de uma banda de rock/pop durante 12 anos e tocávamos muito essa nos shows! Cantá-la me faz revisitar as melhores lembranças de uma longa e intensa história! Fizemos dois shows especiais tributo a Pearl Jam pouco antes do término, e cantar as melodias do Eddie Vedder foi um grande e delicioso desafio, me tirou da minha zona de conforto e me fez trabalhar na expansão do meu alcance vocal pra conseguir atingir as notas que ele atinge!

One Republic“Apologize”
Banda maravilhosa que mescla elementos clássicos, como o piano e cordas, com arranjos, adornos e batidas contemporâneas! É o que escolhi seguir na minha sonoridade e estou só começando essa empreitada! Ryan Tedder, além de um tremendo vocalista é um incrível compositor e produtor! Que sonho seria trabalhar com esse cara e dizer o quanto ele me ajudou a moldar meus ornamentos vocais!

The Calling“Could It Be Any Harder”
Alex Band foi uma das minhas primeiras referências vocais masculinas! Enquanto muitos cantores me incentivavam a alcançar notas agudas, ele me mostrava a beleza dos graves, a ponto de eu querer imitá-lo! Ele foi uma importante referência quando comecei a estudar, definir e entender o que seria minha personalidade vocal! Essa música é uma das minhas preferidas de cantar e tenho um grande e nostálgico carinho por essa banda!

Justin Timberlake“Mirrors”
Justin é um dos remanescentes da turma que fez a minha cabeça musicalmente na infância e em parte da adolescência! As boybands foram as responsáveis pela minha veneração por vocais harmonizados e paixão pela dança e pelo inglês! Ele continua me inspirando muito com o seu talento e discografia fantástica! Adoro brincar com aberturas de vozes e diferentes tipos de background vocals, e ele é mestre nisso!

Tiago Iorc“Amei Te Ver”
Essa música é tão gostosa de cantar! Pra mim ela funciona muito como uma excelente forma de agradecimento no final de um show! Dizer o quão amável é estar ali e ver cada pessoa cantando, curtindo, interagindo, tornando o momento especialmente grandioso e inesquecível! É pra fechar com chave de ouro e enaltecer a importância do público!

Amy Winehouse“Back to Black”
Outra das minhas canções prediletas de ouvir e cantar! Me identifico muito com a sensibilidade e densidade na arte da Amy, com o agridoce e angústia estampados na sua voz! O lugar de sofrimento é mais rentável pra mim enquanto compositor e intérprete! Quanto mais demônios eu sinto que tenho a exorcizar nas minhas músicas e no palco, mais intenso sei que será o expurgo e a sensação de alma lavada!

Shawn Mendes“There’s Nothing Holding Me Back”
Adoro a sonoridade pop das músicas do Shawn! Outro brilhante exemplo de arte que mixa muito bem a essência dos instrumentos orgânicos com os eletrônicos e sintetizados, e que me apetece muito!

Bruno Mars“Locked Out of Heaven”
Esse cara tem um range de voz impressionante, agudos surpreendentes, e tem me inspirado muitíssimo a soar mais agudo também! Essa música é simplesmente o máximo, dona de uma vibe contagiante, dançante e que me faz querer alçar voo enquanto canto! Ela é pra mim aquela que você ouve e pensa: Por que essa música não é minha? O Bruno é um gênio!

Brandon Flowers“Can’t Deny My Love”
Batidas hipnotizantes e backing vocals fodásticos! Sou muito fã do timbre de voz do Brandon, seu trabalho solo é uma grande influência pra mim e The Killers é uma das minhas bandas favoritas!

John Legend“All Of Me”
Sou viciado em cantar essa música! Tenho profunda admiração pela forma com que o John fraseia as melodias e faz uso dos melismas (floreios) em suas músicas, algo que eu também gosto muito de fazer e que acho que pode valorizar a interpretação e funcionar bem em certas músicas!