Conheça todas as faces e versões de universos paralelos do Green Day

Conheça todas as faces e versões de universos paralelos do Green Day

7 de fevereiro de 2020 0 Por João Pedro Ramos

Hoje o Green Day lançou o disco “Father of All Motherfuckers”, trabalho que muitas pessoas dizem que não parece lá um disco… do Green Day. Não é a primeira vez que o trio muda um pouco a base punk rock de seu som, mas normalmente, graças à sede do trio por explorar novas sonoridades, sempre deixavam explorações mais profundas em um novo projeto paralelo, seja envolvendo os três juntos ou seus membros separadamente. Conheça aqui todas as faces, projetos e versões de universos paralelos do trio:

The Network

O Green Day new wave alienígena The Network

A versão que presta homenagem ao Devo, à filmes B, alienígenas e até um tiquinho ao The Mummies. A banda vai fundo na new wave e apesar do Green Day na época não assumiu o disfarce, mas dava pra notar claramente as feições (e a voz!) de Billie Joe, Mike e Tré nos membro Fink, Van Gough e The Snoo, respectivamente. Em 2013 Mike Dirnt revelou que eram eles mesmos, e o disco “Money Money 2020” foi gravado ao mesmo tempo que “American Idiot”, sendo lançado em setembro de 2003. Aliás, o disco é ótimo!

Foxboro Hot Tubs

O Green Day garage sessentista Foxboro Hot Tubs

Talvez a versão que mais se assemelhe ao Green Day de 2020, o Foxboro Hot Tubs puxava bastante para o garage rock sessentista e tinha entre seus membros, além do trio, os músicos de turnê da banda Jason White e Jason Freese, além de Kevin Preston da banda Prima Donna. Este projeto lançou o disco “Stop, Drop and Roll!” em 2008.

The Armstrongs

O Green Day com nepotismo e trilha sonora The Armstrongs

Esse supergrupo na verdade só lançou uma música e contava com os compadres e amigos de longa data Billie Joe Armstrong e Tim Armstrong (Rancid, Transplants), Joey Armstrong (filho de Billie, do SWMRS), e Rey Armstrong, sobrinho de Tim. O som que lançaram foi “If There Was Ever a Time” para a trilha do documentário “Turn It Around: The Story of East Bay Punk”.

The Longshot

O Green Day feito de músicos de apoio The Longshot

A banda é um projeto de Billie Joe Armstrong com o baixista Jeff Matika (músico de apoio do Green Day), o baterista David S. Field e o guitarrista Kevin Preston (também músico de apoio do Green Day). O som é um punk rock um pouco mais comedido, mas que caberia em um disco do Green Day facilmente. Este projeto lançou o disco “Love Is for Losers” em abril de 2018 e mais 3 EPs no mesmo ano: “Return to Sender”, “Razor Baby” e “Bullets”.

The Frustrators

O Green Day sem Billie Joe punk com o dedo no nariz The Frustrators

Em 1999 Mike Dirnt resolveu que queria voltar um pouco mais às raízes punk rock e aí surgiram The Frustrators, contando também na formação com Terry Linehan (guitarra e vocal) do Waterdog, Jason Chandler (guitarra) e Art Tedeschi (bateria) da banda Violent Anal Death. A banda tem 2 EPs (“Bored in the USA”, de 2000, e “Griller”, de 2011) e um disco, “Achtung Jackass”, de 2002, gravados. As letras são mais cheias de piadas sujas e escatológicas que o Green Day e agradam que curte sons como “Dominated Sex Slave”, por exemplo.

Pinhead Gunpowder

O Green Day camarada das antigas Pinhead Gunpowder

Esta banda é da mesma cena punk da East Bay Area que o Green Day começou, e Billie Joe Armstrong entrou nela em 1991, anos antes da banda estourar no mainstream com “Dookie”. Além disso, também conta em sua formação com Jason White, o quarto membro do Green Day, na outra guitarra, além de Aaron Cometbus (bateria) e Bill Schneider (baixo). O quarteto só lançou um disco, “Goodbye Ellston Avenue”, em 1997, mas tem um monte de EPs na bagagem. Se você gosta de Green Day, vale a pena escutar.

The Coverups

O Green Day no seu baile de formatura The Coverups

O The Coverups é basicamente uma desculpa do Green Day pra fazer alguns shows mais “intimistas” tocando as covers que vierem na cabeça e receberem amigos e convidados. Tá certo que a própria banda principal adora fazer um monte de covers durante seu show, mas enfim, esta é a banda de baile do Green Day. Na teoria só o Mike e o Billie fazem parte da formação, mas o Tré Cool já fez participação em tantos shows que nem dá pra contar.

The Boo

O Green Day familiar The Boo

Em 2011, Billie Joe Armstrong reuniu sua família e criou o The Boo, contando na formação com sua esposa Adrienne Armstrong e seus filhos Joey e Jakob (que hoje em dia têm projetos próprios, SWMRS e Jakob Danger). O projeto tem 4 músicas e conta com Adrienne nos vocais e Billie no baixo, Joey na bateria e Jakob na guitarra. O som é um punk rock setentista delicioso!