Conheça “Device #1” (2003), o raríssimo disco do projeto rock de Keith Flint

Conheça “Device #1” (2003), o raríssimo disco do projeto rock de Keith Flint

2 de abril de 2019 0 Por João Pedro Ramos

Você deve conhecer Keith Flint graças à seu trabalho magistral como dançarino e vocalista do The Prodigy, com sua voz que emula um Johnny Rotten cyberpunk e sua presença de palco inigualável. É inegável que o recém-falecido performer era um dos grandes motivos pelos quais o Prodigy conseguiu fazer tanto sucesso no mundo rock, abrindo fronteiras e cabeças no caminho.

Pois bem: lá pelo começo dos anos 2000, Keith criou uma banda de rock. Chamada apenas de Flint, o grupo consistia de Keith Flint nos vocais, Jim Davies, do Pitchshifter, na guitarra, Rob Holliday no baixo e Tony Howlett na bateria. O primeiro show da banda aconteceu no Download Festival de 2003, e o primeiro single do quarteto, “Asteroids”, foi lançado em julho do mesmo ano, em um vinil rosa, seguido por “Aim 4”, em julho, que ganhou até clipe dirigido por Jonas Åkerlund, o mesmo diretor de “Smack My Bitch Up” e do recente sucesso do cinema alternativo “Lords Of Chaos”, uma cinebiografia não-autorizada da banda de black metal Mayhem.

Após o lançamento de “Aim 4”, era o momento de lançar o disco, “Device #1”, programado para 28 de julho de 2003. Porém, o disco foi cancelado e logo depois a banda terminou. Keith Flint chegou a formar outro projeto logo depois, chamado Clever Brains Fryin’, um pouco mais puxado para o eletrônico.

Após o fim da banda, os membros da banda continuaram trabalhando em novas versões das músicas para regravar o disco e lançar por outro selo, o que acabou não acontecendo. Já Keith Flint foi direto trabalhar em um remix de “mOBSCENE”, do Marilyn Manson, inclusive colocando novos vocais.

Ninguém nunca revelou qual foi o motivo do fim do projeto Flint e porque o disco, já pronto, nunca foi lançado, mas o trabalho vazou e está disponível na internet. Você pode ouvir o que seria o disco de estreia do Flint aqui: