Conheça as canções cheias de mistério e humor afiado do Compositor Fantasma no EP “Avenida Contramão”

Compositor Fantasma

De onde saiu Compositor Fantasma, que lançou seu primeiro EP, “Avenida Contramão”, neste mês? Ninguém sabe, na verdade. Aliás: Gabriel Serapicos pode até saber, mas pra nós, disse que não. Ele que encontrou o material perdido, em um lugar que ele prefere não revelar, na forma de calhamaços de partituras e letras empoeiradas. Conversei com ele sobre o misterioso artista desconhecido, o EP com a voz de Laya, Zi Vasconcellos e Natália Pavan e as outras diversas canções que ainda estão na gaveta:

– De onde surgiu o Compositor Fantasma?

Encontrei calhamaços de partituras e letras empoeiradas em um lugar que prefiro não revelar ainda. Acho muito cedo. Conforme fui tocando ao piano essas músicas, vi que havia algo interessante ali, um personagem. Todas estão assinadas como Compositor Fantasma. Não é possível afirmar que todas as canções foram escritas pela mesma pessoa mas, pelo senso de humor, é bem provável.

– E foi você que gravou tudo? Ou já havia alguma fita ou outro material já registrado?

Gravei tudo com ajuda da Laya, Zi Vasconcellos e Natália Pavan que interpretaram essas primeiras canções. Não havia registro de áudio então foi meio como reinterpretar uma sonata de Beethoven, guardadas as devidas proporções.

– E como rolaram essas gravações?

Rolou tudo no meu estúdio ao longo de novembro/dezembro. Foi bem agitado em paralelo com a melancolia de final de ano. Queria terminar todas as gravações em 2017 como meta pessoal.

– Então todas as músicas já foram gravadas? Ou ainda tem material?

Ainda tem muito material. Calculo que dá para produzir 500 canções. Algumas não estão em perfeitas condições materiais então talvez precisem ser restauradas. Outras são curtas e podem ser encaixadas como uma centopéia para gerar uma música maior na linha rock psicodélico. É um trabalho, em parte, de arqueólogo.

– E como você escolheu quem iria te acompanhar nesse projeto?

Já conhecia as cantoras e gosto muito do forma que cantam e interpretam. O trabalho acaba sendo uma experimentação para trabalhar com novas pessoas. Em cada novo lançamento, vou chamar intérpretes diferentes. Mulheres e homens.

– Já tem uma previsão pra esse próximo lançamento?

Depois do EP de estréia “Avenida Contramão”, já tem um single engatado para o Carnaval. o interessante da obra do Compositor é a enorme abrangência de temas.

– E como rolou esse primeiro clipe?

eu não posso informar como conseguimos as imagens mas posso assegurar que não foi fácil. O Marcelo Perdido fez um ótimo trabalho de montagem com o material que tínhamos a disposição. São filmagens reais do Compositor Fantasma em estúdio mas é difícil precisar a data.

– Me fala mais dessa gama de assuntos que os materiais se referem. Como são essas composições que ainda não saíram?

Ainda estou escavando os papéis, muitos são fragmentos de idéias. São rascunhos de uma vida inteira, então, as músicas falam sobre assuntos pertinentes a fases boas e ruins. Para o próximo, escolhi letras que falam sobre dívidas, términos de namoro e fracassos pessoais. Não foi uma vida fácil.

– Quando veremos esses novos sons?

Um EP a cada 2 meses até o final do ano. Eventualmente, vão pipocar uns singles como o do Carnaval.

– Pode adiantar algo sobre esse single de Carnaval?

O cantor é um cara bem carismático. E é uma canção melancólica mas positiva. Poderia ter sido um hino religioso.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *