Cantarolando: “Only You (And You Alone)”, The Platters (1955)

Cantarolando: “Only You (And You Alone)”, The Platters (1955)

17 de janeiro de 2017 0 Por Elisa Oieno

Cantarolando, por Elisa Oieno

Filmes, comerciais, programas de TV, casamentos, coletâneas de Greatest Hits, festas flashback. Difícil encontrar alguém que não saiba cantarolar aquele famoso “O-only yoooou….”. A música “Only You (And You Alone)” é, sem dúvida, um grande ícone pop. Lançada em 1955 pelo grupo The Platters, “Only You” alcançou o primeiro lugar nas paradas americanas por 30 semanas, superada posteriormente pelo lançamento de outro grande sucesso do grupo – que você provavelmente também vai cantarolar enquanto lê – “The Great Pretender”. Mas hoje fica evidente que o sucesso da canção vai muito além das paradas e veículos de música.

Em 1954, os Platters haviam gravado uma versão de “Only You”, mas nem chegou a ser lançada. O grupo, formado por Tony WilliamsDavid Lynch, Paul RobiHerb Reed e pela jovem Zola Taylor, estava insatisfeito com a canção e usavam todo o seu tempo livre para ensaiar e fazê-la funcionar. Ensaiavam até no carro e, numa dessas ocasiões, o veículo pulou, fazendo com que o vocalista principal Tony Williams fizesse o famoso pequeno “solucinho” no começo da frase “Only yooou…”.

Eles deram risada na hora, mas o vocalista acabou usando o “erro” para a nova versão da música, dando uma cara muito mais expressiva e emotiva para a canção. E foi esta versão, lançada pela grande Mercury Records, que definitivamente colocou o grupo em evidência.

platters
Os Platters eram um grupo de doo-wop, um estilo de origem afro-americana marcado principalmente harmonizações vocais, uma batida simples e muitas vezes cantado à capella. O doo-wop influenciou a popularização do uso de vocais em coro na música pop e no rock, como por exemplo nos Beach Boys, e é uma das principais bases para o que hoje se chama de R&B.

Importante lembrar que na década de 1950, a discriminação racial era muito forte. Para se ter uma idéia, no auge do sucesso, os Platters ainda tinham que se apresentar para platéias segregadas racialmente no sul dos EUA, e muito frequentemente recebiam ameaças.

Por isso, o sucesso de grupos de doo-wop formados por negros a um nível mainstream foi extremamente importante para o futuro não só da música pop, mas para o fortalecimento de toda uma nova realidade social que resultou em discussões e movimentos importantes a respeito dos direitos civis nos EUA na década de 1960.

Passados mais de 50 anos de seu lançamento, a canção “Only You (And You Alone)” sobreviveu aos modismos, aos novos estilos que surgiram, e envelheceu muito bem. Permanece lá, firme e forte no nosso inconsciente musical.