“Braço de Ferro” e uma reflexão sobre a nossa existência da De Um Filho, De Um Cego

“Braço de Ferro” e uma reflexão sobre a nossa existência da De Um Filho, De Um Cego

4 de maio de 2018 0 Por Rebeca Gouveia

Sim, tem dias que nos colocamos a pensar sobre a nossa existência, questionamos sobre que caminho estamos e sobre a nossa direção. O sinal fecha e parados em meio ao caos começamos a nos sentir, a nos perceber. Essa foi a reflexão trazida em “Braço de Ferro”, single clipe da banda De Um Filho, De Um Cego, que foi lançado no final de abril e prenuncia um trabalho que será apresentado ainda em 2018.

Com uma composição simples, contendo apenas quatro períodos, o compositor Waricoda convida a falar sobre conflitos. Bom, a interpretação é pessoal, mas a música sugere uma ideia de conflitos, onde alguém cede/perde, para se ganhar em conjunto. É a lei natural da convivência em sociedade e construção das relações.

A melodia melancólica que vem acompanhando essa letra, arma um cenário bucólico e intrigante perfeito para se deleitar nessa reflexão. A voz pergunta, a guitarra responde e tudo soa harmônico. No clipe, dirigido, produzido e captado por Lucas Kakuda, esse cenário se materializa entre um trago e outro. Só se sente.

Esse é primeiro single do álbum “Mente Andorinha”, que terá seu lançamento fracionado em dois EPs, o primeiro com lançamento previsto para o segundo semestre de 2018 e o segundo em 2019. Aliás, formato esse que foge dos lançamentos naturais e ousa na nova tendência, que é apostar em respostas mais rápidas com trabalhos mais curtos, embora de igual qualidade.

De Um Filho, De um Cego abre a primeira porta para se entrar nesse mundo racional e anuncia um trabalho livre, solto. Fica a reflexão, e que bela reflexão!