“As rádios estão acomodadas com música de fácil assimilação”, explica o jornalista e apresentador Gastão Moreira

9 de março de 2015 1 Por João Pedro Ramos

11050295_900588469961957_6628256578560375185_n

A Mtv revelou diversos talentos em sua primeira fase, com jornalistas musicais incríveis, apresentadores diferentes de tudo que a TV já mostrou e apresentadores que fugiam do lugar comum. Entre os destaques da saudosa Mtv Brasil estava Gastão Moreira, o cara que mais falava de rock (com muita propriedade) na emissora, apresentando programas como “Gás Total” e “Fúria Metal”, tendo trabalhado na emissora musical de 1990 a 1999.

Ao sair da Mtv, em 1999, Gastão fez história com o programa Musikaos na TV Cultura, onde apresentava bandas ao vivo com platéia e muito rock, apostando em bandas novas e na cena underground brasileira. Com o fim do programa, o jornalista (advogado de formação) mudou-se para Florianópolis, onde apresentou o programa Gasômetro na Rádio Atlântida. O mesmo programa agora está na Kiss FM de São Paulo, para onde o ex-VJ voltou, sendo apresentado às segundas-feiras ao meio-dia.

Além do programa Gasômetro, Gastão também possui o projeto República do Kazagastão, canal no Youtube onde junto com Clemente apresenta a segunda temporada o programa Heavy Lero, que fala de rock em todas suas vertentes e apresenta discos e histórias incríveis para quem gosta de música.

Conversei um pouco com Gastão sobre sua carreira, o mundo do rock nos dias de hoje e os novos rumos do jornalismo musical no Brasil:

– O Heavy Lero está em sua segunda temporada no Youtube. Como você definiria o programa?

Um dos últimos focos de resistência da música sem prazo de validade.

– Você acha que o Youtube é o novo canal para programas que não atingem o “grande público” atingirem seu público-alvo?

Hoje em dia o Youtube é a única possibilidade de ter um programa para falar de rock com liberdade de conteúdo.

– O República do Kazagastão não é só o Heavy Lero, estou certo? Teremos outros quadros?

Também temos vídeos históricos tirados dos meus arquivos, entrevistas e sugestões de bandas novas.

– Saiu Bento Araújo, entrou Clemente. Qual será o peso dessa mudança de escalação para o Heavy Lero?

O programa ficou menos teórico e mais informal.

– Fale um pouco sobre o Gasômetro, seu programa na Kiss FM.

Faço um programa caótico que prioriza a música tocada. Tocar as coisas que eu toco é uma missão musical.

– Falta um pouco disso nas rádios FM hoje em dia? Você acha que a programação das rádios está saturada apenas com hits repetidos e dá pouco espaço ao novo e ao diferente?

As rádios, em geral, estão acomodadas com música de fácil assimilação. O público está cada vez menos exigente.

– O Musikaos era um programa que colocava bandas pra tocar ao vivo e dava espaço também para bandas do circuito alternativo e underground, como o Matéria Prima fazia no passado. Porque esse tipo de programa sumiu da TV brasileira?

Talvez o grande público tenha perdido interesse na arte autoral e se satisfaça com o popularesco…

– Você voltaria a fazer algum projeto para a TV?

Só se tivesse controle sobre o conteúdo.

– Vi sua participação no programa “Todo Seu”, do Ronnie Von, comentando o Grammy. Podia ser colunista fixo de música lá, hein?

(Risos) Tenho andado muito ocupado, não consigo nem dar conta dos meus projetos…

11042667_899763390044465_7049142775205279044_n

– Existe espaço para uma nova cena rocker no Brasil?

Sim, mas se encontra nas entrelinhas. e garanto que tem muita banda boa, de norte a sul!

– O rock atual está fadado a permanecer no underground ou você acha que pode voltar às paradas de sucesso? Existe um ciclo?

Acho pouco provável que o rock volte a figurar nas paradas nos próximos 5 anos.

– Quais foram suas entrevistas preferidas dos tempos de Mtv?

Angus Young, Aerosmith, Sabbath e Liv Tyler (por motivos óbvios)! (risos)

http://www.youtube.com/watch?v=AJcAZQQHTMs

– E as piores entrevistas?

Acho que foi o the Cult.

– Qual o seu programa preferido dos tempos em que trabalhou na Mtv?

Gostava muito do Lado B.

– A influência da Mtv Brasil faz falta à cena musical de hoje em dia?

Falta um veículo que trate a música com dignidade.

– Qual a sua opinião sobre a febre de reality shows musicais cheios de firulas vocais?

A maioria dos candidatos parece ter saído da mesma fôrma! falta muita sarjeta para chegar lá…

– Recomende algumas bandas que você descobriu recentemente e que todo mundo deveria ouvir.

Sleepy Sun, Black Mountain, Howlin Rain, Graveyard, Blues Pills…