5 Pérolas Musicais escolhidas a dedo por Ian Veiga, tecladista do Der Baum

5 Pérolas Musicais escolhidas a dedo por Ian Veiga, tecladista do Der Baum

8 de julho de 2016 0 Por João Pedro Ramos

Todo mundo tem seus gostos, preferências e, é claro, seus garimpos no mundo da música. Com certeza tem alguma banda ou artista que só você conhece e faz de tudo para espalhar o som entre seus amigos e conhecidos. “Todo mundo precisa conhecer isso, é genial!” Se você é aficionado por música, provavelmente tem uma pequena coleção pessoal de singles e discos que não fizeram sucesso e a mídia não descobriu (ou ainda vai descobrir, quem sabe) que gostaria que todo o planeta estivesse cantando.

Pois bem: já que temos tantos amantes da música querendo recomendar, o Crush em Hi-Fi resolveu abrir esse espaço. Na coluna “5 Pérolas Musicais”, artistas, músicos, blogueiros, jornalistas, DJs, VJs e todos que têm um coração batendo no ritmo da música recomendarão 5 músicas que todo o planeta PRECISA conhecer. Hoje, o convidado é Ian Veiga, tecladista da banda Der Baum, artista plástico, multi-instrumentista e fundador do Studio Intrinseco.

Ventre“Peso do Corpo”

“Eu já tinha ouvido falar da banda Ventre do Rio de Janeiro e de como eles faziam um corre bem pensado na região deles. Formada em 2012 o power trio composto por Larissa Conforto (batera), Gabriel Ventura (guitar e voz) e Hugo Noguchi criam ambientações incríveis com dinâmicas bem estruturada. Vale a pena conhecer e seguir o projeto que eu vi ao vivo no Sesc Pompéia e foi muito pesado, uma viagem de sentimentos cheia de emoções cantadas com uma voz crua e tocante”.

INKY“Echoes in the Groove”

“Encabeçado por Guilherme Silva (baixo e voz) conta com Luiza Pereira (teclado e voz), Stephan Feitsma (guitar) e Luccas Villela (batera). Os paulistas já com sete anos de estrada prometem um show cheio de energia e profissionalismo, e cumprem. Eu já assisti diversos shows deles e não da pra ficar parado! Detalhe especial para Luiza que manda a ver no Moog (sintetizador analógico clássico) distorcido e arpegiado. As dinâmicas também são muito bem feitas deixando espaço para as viagens também além da pancada”.

Abacates Valvulados“Portas Fechadas”

“Fundada em 2012 o power trio de São Bernardo do Campo é o exemplo das bandas independentes da região. Rafael Coelho (guitar e voz) também é fundador da Geometria Neck Records que é responsável desde a gravação até a prensagem dos EPs da banda. Acabaram de lançar um EP entitulado “Canto Relapso”. Com uma pitada de stoner rock e letras na maioria em português o contraste é perfeito e as apresentações tem um ritmo muito constante e contagiante. Cristina Martins (baixo e voz) deixa sua marca com sua voz límpida e um baixo constante e marcante que junto com o incrível Cesar Neves (bateria e voz) criam a cozinha perfeita para as guitarras viajantes”.

Dobro“Inerte”

“Do ABC Paulista a banda manda um rock cru e cheio de emoção. As letras em português são as vezes nostálgicas e as vezes um soco na cara. O primeiro EP “Tijolo” lançado em 2015 já apresenta um trabalho bem consistente em termos de composição. O power trio conta com Thiago Silva (guitar e voz), Anderson Ventura (baixo e voz) e Caio Paifer (bateria). Com viradas intricadas as musicas levam a gente numa viagem e cada virada é como uma esquina que da em um novo cenário. Também ativos na região estão sempre presentes na cena independentes além de promoverem os próprios eventos e intercâmbio de bandas”.

Napkin “Don’t Piss Me Off”

“Formada em 2013 em Joinville a banda de Piano Rock é formada por Natana Alvarenga (guitar e voz) e Kiberly Neves (piano e voz). O show que eu assisti na Associação Cecilia em SP é uma sucessão de Hits bem executados. Com muito carisma e vozes incríveis muito bem trabalhadas em harmonias com certeza uma banda que decepciona poucos. Esse ano a banda esteve rodando o Brasil todo apresentando o segundo Album “EP?OK!” produzido por Natana e Kimberly com mixagem e masterização pelo Bend Estudio“.