5 Pérolas Musicais escolhidas a dedo por Gui Maia, vocalista do Troublemaker

5 Pérolas Musicais escolhidas a dedo por Gui Maia, vocalista do Troublemaker

17 de junho de 2016 0 Por João Pedro Ramos

Todo mundo tem seus gostos, preferências e, é claro, seus garimpos no mundo da música. Com certeza tem alguma banda ou artista que só você conhece e faz de tudo para espalhar o som entre seus amigos e conhecidos. “Todo mundo precisa conhecer isso, é genial!” Se você é aficionado por música, provavelmente tem uma pequena coleção pessoal de singles e discos que não fizeram sucesso e a mídia não descobriu (ou ainda vai descobrir, quem sabe) que gostaria que todo o planeta estivesse cantando.

Pois bem: já que temos tantos amantes da música querendo recomendar, o Crush em Hi-Fi resolveu abrir esse espaço. Na coluna “5 Pérolas Musicais”, artistas, músicos, blogueiros, jornalistas, DJs, VJs e todos que têm um coração batendo no ritmo da música recomendarão 5 músicas que todo o planeta PRECISA conhecer. Hoje, o convidado é Gui Maia, responsável pela guitarra e gritos primais da banda Troublemaker e engenheiro de som e responsável pela distribuição da Dinamite Records.

Crazy Eyes“Close to Death”

“O Crazy Eyes é uma banda de Seattle muito louca que eu tive o prazer de ver o show aqui em NY, no Arlene’s Grocery. É uma parada bem diferente… Um tipo de punk psicodélico e a presença dos caras é bem legal, principalmente do Grace Kellen, que destrói no piano. Eles não são muito conhecidos, mas acho uma das bandas mais fodas que vi esse ano. O disco chama “Ring Ring Jingalong and Dark Heart Singalong”“.

Sleeping Sapiens“Senseless”

“O Sleeping Sapiens é uma das minhas bandas favoritas do Brasil e eu nunca deixaria de fora de uma lista de bandas desconhecidas pois eles são a minha banda desconhecida do coração (risos). Curti muito trampar com o Johann (que também era o vocalista do Veronica Kills) e esse EP inteiro foi gravado praticamente em um dia lá no Dinamite. A sonoridade despretensiosa resume muito bem a vibe da banda, que não tá nem aí pra aparecer nem ser “fodão”. Escolhi a ‘Senseless’ porque tem um clipe muy bonito!”

Big Band“Itch”

“O Big Band é uma banda de uma rapaziada aqui de NY que tá preparando o primeiro álbum. O negócio é bem doideja… um Fugazi misturado com Joy Division (?). Conheci o Chris por acaso e ficamos amigos, estou gravando 4 faixas pra um EP deles e o negócio vai ficar bonito! Cheguei a ouvir as faixas do álbum que vai sair e posso dizer que vai ser nervoso”.

Bully“I Remember”

“Então, não sei como que tá o Bully aí, mas até a época que eu tava aí ninguém conhecia, inclusive eu. Conheci por acaso quando fui ver um show do Metz no Bowery Ballroom, teve duas bandas de abertura, uma que não curti e o Bully, que lotou pra caralho a pista… Inclusive fui comprar o vinil deles depois do show e descobri que o Metz tinha abaixado o preço do disco deles pra poder competir com o Bully, que estava o mesmo preço mas as pessoas só compravam Bully. Pra quem gosta de bandas com vocal feminino, é uma boa pedida!

Monochrome TV“The More She Gets More She Wants”

“É uma banda de São Paulo foda demais! Fizemos uma porrada de show com os caras na época que lançamos o EP e ficamos bem brothers. O som é foda e a gente ficava impressionado a cada show! O Claudio e o João eram absolutamente malucos durante os shows, subiam nas mesas, quebravam a porra toda. Não entendo como ninguém tava nem aí pros caras (até chegar a hora do show, porque aí cê não conseguia desgrudar os olhos do palco). O álbum dos caras nunca saiu…”