5 Pérolas Musicais escolhidas a dedo pela cantora Sílvia Sant’Anna

Sílvia Sant'Anna
Sílvia Sant'Anna

Todo mundo tem seus gostos, preferências e, é claro, seus garimpos no mundo da música. Com certeza tem alguma banda ou artista que só você conhece e faz de tudo para espalhar o som entre seus amigos e conhecidos. “Todo mundo precisa conhecer isso, é genial!” Se você é aficionado por música, provavelmente tem uma pequena coleção pessoal de singles e discos que não fizeram sucesso e a mídia não descobriu (ou ainda vai descobrir, quem sabe) que gostaria que todo o planeta estivesse cantando.

Pois bem: já que temos tantos amantes da música querendo recomendar, o Crush em Hi-Fi resolveu abrir esse espaço. Na coluna “5 Pérolas Musicais”, artistas, músicos, blogueiros, jornalistas, DJs, VJs e todos que têm um coração batendo no ritmo da música recomendarão 5 músicas que todo o planeta PRECISA conhecer. Hoje a convidada é a cantora e compositora Sílvia Sant’Anna.

Carol Naine“Dizputa”
“Essa música sintetiza o brilho da Carol: genialidade/acidez na letra e perfeição na interpretação. Ela é um tapa na cara em sua crítica misturada com uma doçura sem fiz na voz e melodia. Não é a toa que a música foi indicada ao Prêmio Multishow de Música Brasileira!”

Gabriel Peri “Visitante”
“A primeira vez que ouvi esse som quase caí da cadeira. Apertei play mais umas 10 vezes depois. Vibrante, marcante, direta e poderosa! Ela pega no ínfimo mesmo, um dos trabalhos que eu mais gosto do Gabriel”.

Maglore“Mantra”
“Acompanho o trabalho do Maglore há séculos e é IMPRESSIONANTE a quantidade e qualidade de material cabuloso dos caras. Essa música virou o meu mantra e é DEMAIS poder vibrar com ela nos shows!”

Jota.pê“Lenda”
“Essa música é uma das inúmeras coisas fantásticas que o Jota produz. A voz marcante e única dele e a harmonia extremamente incrível de violinos são inspiradoras. Sou grande fã desse som”.

Hélio Flanders “Romeo”
“Simplesmente tudo me atrai nessa música: letra, harmonia, ritmo, instrumentos. Ela consegue entrar no coração e mexer com os sentimentos. Consigo visualizar todo um filme na minha mente quando escuto, é realmente um dos trabalhos que mais gosto do Hélio fora do Vanguart“.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *