5 Pérolas Musicais escolhidas a dedo pela cantora Paula Cavalciuk

5 Pérolas Musicais escolhidas a dedo pela cantora Paula Cavalciuk

29 de julho de 2016 0 Por João Pedro Ramos

Todo mundo tem seus gostos, preferências e, é claro, seus garimpos no mundo da música. Com certeza tem alguma banda ou artista que só você conhece e faz de tudo para espalhar o som entre seus amigos e conhecidos. “Todo mundo precisa conhecer isso, é genial!” Se você é aficionado por música, provavelmente tem uma pequena coleção pessoal de singles e discos que não fizeram sucesso e a mídia não descobriu (ou ainda vai descobrir, quem sabe) que gostaria que todo o planeta estivesse cantando.

Pois bem: já que temos tantos amantes da música querendo recomendar, o Crush em Hi-Fi resolveu abrir esse espaço. Na coluna “5 Pérolas Musicais”, artistas, músicos, blogueiros, jornalistas, DJs, VJs e todos que têm um coração batendo no ritmo da música recomendarão 5 músicas que todo o planeta PRECISA conhecer. Hoje, a convidada é a cantora Paula Cavalciuk, que acaba de lançar seu primeiro disco, “Morte e Vida”.

Bloody Mary Una Chica Band“Sugar”

“A primeira vez que vi esta mulher se apresentando pela primeira vez, fazendo a vez de uma banda inteira, eu tremi todinha! Que potência a Marianne carrega em cada centímetro de seu corpo vibrante, criativo, visceral e persuasivo! Doses cavalares de roquenrou!”

Alambradas“Mapa dos Arredores (Ouvi Dizer)”

“Outra mulher que carrega uma banda no bolso e nos dedos que passeiam pelo seu piano. Nicole canta coisas que se encaixam perfeitamente no cotidiano de alguém que enfrenta vagões lotados, filas no trânsito. Ela deixa o cinza de São Paulo até meio azuladinho”.

Autoconceito“Cifras Negras”

“A voz de Fernanda Teka, nesta música, é a voz de todas nós. Ao passo que a voz do Vinicius é a voz de uma sociedade inteira, que julga, que culpa a mulher pelas atitudes de homens opressores, que justificam suas ações no comportamento da mulher, e não na própria conduta. Pedrada!”

Kelton“Sem Concerto”

“‘E você sangra e sangra só.’ Conheci Kelton em nossa turnê no ano passado, passando por Brasília. Ele me conquistou à primeira audição, justamente por não ter medo de ser simples, de fazer um som bonito, de soar como algo parecido com alguma coisa que já te fez chorar, aí vc olha pro horizonte e chora outra vez, pq na simplicidade mora tanta coisa linda. Numa época em que as pessoas se esforçam tanto, pra serem diferentonas, é admirável que alguém assuma seu som no esquema ‘menos é mais’. Uma voz limpinha, que dá vontade de ter numa caixinha de música”.

Trio Parada Dura“Castelo de Amor”

“Minha maior referência musical, musa, inspiração de vida e luta, foi minha mãe. Uma mulher muito parecida comigo, fisicamente, de alma cantante, mas que não teve as mesmas oportunidades que eu, de estudar, de namorar, escolher direitinho um parceiro pra vida, que no máximo, conseguiu cantar na igreja (o que a fazia muito feliz, por sinal). Ela cantarolava o tempo todo umas músicas lindas, que eu, mesmo antes de entender qualquer coisa sobre música, só pensava que um dia queria ser quem nem ela, fazer aquilo com a minha voz. Trio Parada Dura era a preferência musical da Dona Zezé e foi assim que aprendi a cantar. Sempre que eu ouvir “Castelo de Amor”, vou me lembrar de onde meu castelinho de amor foi construído. <3″