3éD+ apresenta repertório de “Meteoros no Meu Sangue” em São Paulo

10446208_670843819655869_7543971330260638892_o

O duo rocker 3éD+ é mais uma banda que se esforça para deixar bem claro que a cena rocker não morreu e nem está doente: está muito viva e te convidando pra tomar umas. Formada por Dom Orione na guitarra e vocal e Leandro Lima na bateria, a banda lançou no final de 2014 “Meteoros no Meu Sangue”, disco que inspirará o repertório do show que farão na próxima sexta-feira, em São Paulo. A apresentação ocorre no Centro Cultural Zapata a partir das 19h. Falamos um pouco com Dom sobre a dupla e seu segundo disco.

Quando começou o 3éD+?

Começamos em 2005, apesar de nos conhecermos desde 2001. Estudamos juntos e tivemos uma banda chamada Homo Sapiens.

E como a Homo Sapiens virou o 3éD+?

Podemos dizer que foi o embrião. Éramos um power trio, eu era o baixista, o Leandro, baterista, e tínhamos um guitarrista/vocalista chamado Adriano. Depois de alguns ensaios o Leandro foi chamado para tocar em uma outra banda e nem avisou a gente, então a banda acabou. Em 2005, ele me disse que queria montar um duo rock e me perguntou se eu topava, e aí começa a história do 3éD+.

E porque um duo?

Eu não faço ideia… Só sei que aceitei porque ele é um grande baterista, um dos melhores que já vi.

Vocês já tem dois discos lançados, e dá pra perceber uma mudança no som de um para o outro.

A gente começou com uma coisa que era tocar alto e rápido, agora desaceleramos e pensamos em fazer um som mais azul, saca? A gente amadureceu, eu parei de beber antes dos shows, diminuímos as intensidades em certas substâncias para abrirmos melhor nossa mente para a música que tocamos. A maior diferença está na idade no processo de vivenciar as experiências.

1502195_771587236248193_4037997003795546672_o

Quais são as bandas que você indicaria como grandes influências no som de vocês?

Originalmente The Doors, Thee Butchers Orchestra, Cordel do Fogo Encantado, Jon Spencer Blues Explosion, Ramones, The Clash… Depois fomos ampliando mais nossos ouvidos e nossos gostos. No nosso último disco foram coisas mais pessoais, experiências… Sonoramente veio mais do experimentalismo, tentamos experimentar algo novo sem perder a essência.

Já que você falou de essência, vamos lá: qual é a essência do 3éD+?

Dois caras que tocam a música que fazem, intensamente,

E quais são os planos pra sexta-feira?

Vamos tocar com a banda Skalpo, que tem em sua formação dois caras que me influenciaram muito, creio que ao Leandro também: o Paulo SS e o Rural, ambos ex-Laranja Mekânica, uma das melhores bandas que já vi na vida. Nós tocaremos o repertório do disco novo, e posso dizer que é bem difícil, porque no primeiro disco gravamos guitarra e bateria e agora usamos até teclado e alguns samplers. Isso não dá pra reproduzir ao vivo, o que torna a coisa mais legal para quem ouve… Então achegue-se ao Espaço Cultural Zapata e venha conhecer duas ótimas bandas, garanto que você não vai se arrepender!

10405586_797033170370266_2315432238367144551_n

Skalpo e 3éD+
Centro Cultural Zapata
Rua Riachuelo 328, 01007-000
São Paulo
Sexta – 19h – R$ 10,00

Ouça o disco Meteoros no Meu Sangue do 3éD+:

Leia um manifesto de Dom Orione sobre a cena rocker de SP no Música de Menina aqui.


2 thoughts on “3éD+ apresenta repertório de “Meteoros no Meu Sangue” em São Paulo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *