11 bandas e artistas que não tem nenhuma vergonha de ficarem pelados no palco

11 bandas e artistas que não tem nenhuma vergonha de ficarem pelados no palco

29 de janeiro de 2019 0 Por João Pedro Ramos

A nudez continua sendo um tabu em 2019 e redes sociais como o Facebook adoram bloquear e censurar posts que contenham um mamilo. Aliás, um mamilo feminino, pois o sexismo também continua vivo, infelizmente. Mas pode ir abrindo os seus botões: contra esse tabu e sem medo de tirar a roupa, estas 11 bandas e artistas ficam peladas no palco e deixam seu corpo livre, leve e solto em suas apresentações:

G.G. Allin

O cara mais maluco do mundo do punk rock dificilmente ficava vestido em seus shows, trajando apenas coturnos e nada mais, deixando à mostra todo seu corpo cheio de sangue, fezes e todos fluidos corporais possíveis. Muitos gostam de atentar inclusive para o diminuto tamanho de suas partes baixas, que ele inclusive maltratava durante os shows, já que não era raro rolarem chutes vindos do público por ali.

The Soap Girls

O duo de loiras rockers não é muito afeiçoada a roupas, sempre tocando com adornos na cabeça que lembram muito as nossas fantasias de Carnaval. “Eu sou nudista e muitas vezes fico pelada ou com pintura de corpo, é como eu me sinto confortável e faço porque quero. É aceitável para homens tocarem sem camisa ou nus, mas quando uma mulher se atreve a ser livre em seus próprios termos, subitamente ela está usando seu corpo. Porque deveria ser diferente do que quando um homem o faz?”, pergunta Mille, guitarrista e vocalista da banda.

Sloppy Jane

Sloppy Jane

O show da Sloppy Jane normalmente conta com a cantora babando uma tinta azul, completamente nua, se pendurando pelo local, dando cambalhotas no chão, deitada, fazendo tudo o que sua cabeça mandar e transformando cada apresentação em algo único (e descontrolado). “Não é especificamente sexual”, conta. “É para chamar a atenção, também. Transforma um público de 10 pessoas em um de 100, muito rapidamente. Tem muito também de se fazer vulnerável em frente a um grupo de pessoas. Se eu faço primeiro, talvez outra pessoa também o faça. Muita gente me fala ‘eu quase tirei a roupa e fui lá em cima com você’, e eu respondo ‘e porque não o fez?’. Eu também não tenho uma regra sobre ser tocada ou não. Se eu não gostar, eu vou te bater. Mas não acho que curiosidade é desrespeito”.

Jonnata Doll e os Garotos Solventes

Uma das melhores bandas independentes da atualidade tem em seu vocalista uma mistura de Iggy Pop com os mais alucinados vocalistas rock oitentista brasileiro. E é claro que ele não tem o menor pudor de tirar a roupa nos shows. Se você já viu algum show da banda, já deve ter visto as maluquices nudistas de Jonnata durante a apresentação. Ele e Sloppy Jane se dariam muito bem, inclusive.

Rockbitch

Rock Bitch 1998

Rock Bitch performing in 1998. Credit: Ian Dickson/MediaPunch

Já contamos a história das garotas do Rockbitch neste post aqui. Desde sua formação, nos anos 90, até o fim, em 2002, o Rockbitch foi provavelmente uma das bandas mais sem noção de limites no planeta. Muitas das membras da banda tocavam nuas ou quase nuas. Músicas como “Fistfuck” eram… digamos… “encenadas” no palco. Durante os shows, elas jogavam uma “Camisinha Dourada” para o público, e quem pegasse, homem ou mulher, era convidado/a a ir ao camarim após o show e transar com as membras da banda.

Red Hot Chili Peppers

Antes de ficarem um pouco mais “comportados” depois de “By The Way”, o quarteto californiano adorava se apresentar trajando apenas meias penduradas em seus pênis, a indumentária que ganhou a infame alcunha de “socks on cocks”. Às vezes nem as meias ficavam, como pode-se notar na inesquecível nudez de Flea durante a apresentação da banda no Woodstock 1999.

Tove Lo

A cantora tem um costume que rola em todos seus shows: durante a música “Talking Body”, ela mostra os peitos para o público, que vai à loucura. “Eu comecei mostrando só um pouquinho, mas aí eu mostrei tudo, um dia”, ela contou para a Mtv. “E pensei ‘porque eu não poderia fazer isso? Eu deveria mostrar se eu quiser. Agora, muita gente do público também mostra os peitos e tira a roupa e todo mundo fica animado. Eu gosto disso”.

Rammstein

Os alemães são reconhecidos por brincar por fogo e não ter muitos tabus em seus shows. Além de constantemente ficarem peladões nas apresentações, a banda ainda gravou o clipe de “Pussy” o mais pornograficamente possível, incluindo a famigerada cumshot no final. Os shows da banda já geraram alguns problemas graças à nudez, como em 1998 em Fairfax, quando tiveram que parar o show com 40 minutos pois a polícia foi chamada.

Plasmatics

A vocalista da banda Plasmatics Wendy O. Williams fazia os shows o mais pelada possível. Muitas vezes, isso significava apenas cobrir seus mamilos com fita isolante, mas quando dava, ela tocava sem nada. Isso é, quando a polícia não parava o show. Wendy era capaz de fazer algumas coisas bem peculiares, como lançar bolinhas de pingue-pongue de sua vagina, como no filme de 1981 Candy Goes to Hollywood. Um show bem peculiar.

Hawkwind

A ex-banda de Lemmy Kilmister, do Motorhead, era cheia de psicodelia e contava em sua formação com a dançarina Stacia, que apesar de não tocar nenhum instrumento era o verdadeiro símbolo do Hawkwind. Quase sempre nua e coberta de glitter e pintura corporal, Stacia era a imagem que muitos ficavam após um viajante show da banda com sua dança que misturava go-go girl com dança do ventre.

Dana Dentata

Ex-vocalista da banda de metal Dentata, Dana se relançou em uma carreira no hip hop soturno e sensual. A ex-stripper não tem nenhum pudor em tirar a roupa em seus shows e clipes, fazendo um som sensual e dark. “O Marylin Manson me falou para parar de ficar pensando muito em tudo e apenas ser eu mesma. É o que estou fazendo”.